Obras na avenida Rui Barbosa atrasam; interdição segue até quinta-feira

Segundo a Prefeitura do Recife, a duração das obras foi mais longa por causa da “profundidade da escavação e influência da maré no andamento da obra”

Avenida Rui Barbosa em obrasAvenida Rui Barbosa em obras - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O prazo para a liberação do trecho interditado pela realização de obras de manutenção na Avenida Rui Barbosa foi estendido até a próxima quinta-feira (19). Inicialmente, a liberação parcial da via estava prevista para a manhã desta segunda-feira (16).

Segundo a Prefeitura do Recife, a duração das obras, que interditam um trecho da via em frente ao Museu do Estado de Pernambuco, foi mais longa por causa da “profundidade da escavação e influência da maré no andamento da obra”. De acordo com a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), responsável pelas obras, os reparos devem ser concluídos até a próxima segunda-feira (23).

Leia também:
Avenida Rui Barbosa segue interditada nesta segunda-feira
Obra da Emlurb interdita avenida Rui Barbosa neste fim de semana
Requalificação da avenida Presidente Kennedy custará R$ 20 milhões

Enquanto o trecho continua interditado, os motoristas que estão vindo pela Avenida Rio Barbosa estão tendo que desviar pela Rua Senador Alberto Paiva. Os condutores que seguem em direção à Rua Amélia estão sendo orientados a girar à esquerda na Rua Senador Alberto Paiva e à direita na Rua Sérgio Magalhães, ou à direita na Rua Senador Alberto Paiva para seguir pela Avenida Rui Barbosa.

Já os motoristas que vêm do bairro do Parnamirim, podem acessar as ruas Tito Rosa e do Futuro pra chegar à Rua Amélia. Os motoristas estão sendo orientados por equipes de trânsito da Autarquia de Trânsito e Transporte (CTTU).

De acordo com Fabiano Ferraz, gerente geral de trânsito da CTTU, o apoio dos agentes de trânsito será dado até a conclusão das obras. “Disponibilizamos um contingente de 20 agentes e dispositivos físicos que devem auxiliar na montagem desse esquema especial. O transtorno existe mas estamos tentando diminuir os transtornos para os motoristas”, disse Ferraz.

Segundo a Emlurb, o prazo foi estendido por causa da profundidade excessiva da escavação, que é de aproximadamente 4 metros; da instabilidade do solo; e da influência da maré. Marília Dantas, diretora de manutenção urbana da Emlurb, afirmou que, ao longo do final de semana, as equipes perceberam que seria necessário um prazo maior para a conclusão dos trabalhos. “Normalmente, grandes escavações em ambientes urbanos demandam muito trabalho por conta de uma série de fatores que complicam a execução dos serviços”, afirmou.

As mudanças no trânsito têm afetado os motoristas e pedestres que passam pela Rui Barbosa ou pelas ruas vizinhas. Os desvios e interdições representam mais tempo de espera e engarrafamentos. O professor Henrique Costa, que trafega pela via diariamente, preferiu estacionar na Avenida Beira Rio e seguir a pé para o colégio. “Estamos tentando buscar alternativas para driblar esse trânsito. Do jeito que está, se eu viesse de carro, não teria condições”, disse Henrique.

A jornalista Jordana Garcia leva a filha todos os dias para a escola, que fica na Rui Barbosa. Nos dias de obra, ela preferiu ir a pé para evitar o transtorno. “Foi bem melhor e mais rápido. É uma alternativa interessante e que eu recomendo a quem puder fazer também”.

Veja também

Contra dupla função, rodoviários paralisam circulação de ônibus no Centro do Recife
Protesto

Contra dupla função, rodoviários paralisam circulação de ônibus no Centro do Recife

Plano de Convivência: veja em qual etapa está cada cidade de Pernambuco a partir desta segunda
Coronavírus

Plano de Convivência: veja em qual etapa está cada cidade de Pernambuco a partir desta segunda