Obras na Boa Vista provocam mudanças em três paradas de ônibus

Alterações serão feitas a partir desta segunda-feira em pontos que ficam entre as ruas do Hospício e da Aurora, no sentido subúrbio/cidade

Ônibus na avenida Conde da Boa VistaÔnibus na avenida Conde da Boa Vista - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Quem circula pelo Centro do Recife deve ficar atento, pois a partir desta segunda-feira (5) três paradas de ônibus da Avenida Conde da Boa Vista, localizadas no trecho entre as ruas do Hospício e da Aurora, passarão por mudanças. Duas serão temporariamente desativadas para um serviço de requalificação de calçadas e a instalação de novos abrigos. A terceira volta a funcionar para passageiros que viajam no sentido subúrbio/cidade.

De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transportes, a parada localizada em frente ao edifício Duarte Coelho (ao lado do Cinema São Luiz), será desativada enquanto durar a obra neste trecho da via. Os passageiros das quatro linhas atendidas por esta parada terão como opção outros pontos que ficam na Avenida Guararapes. Também será desativada a parada localizada em frente ao Edifício Tabira, nº 121. As dez linhas atendidas pela parada passam a parar no abrigo provisório implantado ao lado do Atacado dos Presentes, próximo à Rua do Hospício.

Leita também:
Com Conde da Boa Vista em obras, ruas do entorno acumulam problemas
Finalizada a primeira etapa de requalificação da Conde da Boa Vista


O mesmo abrigo provisório tem atendido ainda as linhas 312 - Mustardinha, 315 - Bongi, 331 - Totó (Jardim Planalto), 332 - Totó (Abdias de Carvalho), 341 - Curado I e 346 - TI TIP (Conde da Boa Vista). Já a parada nº 180323 será reativada. Assim, 11 linhas que haviam sido deslocadas para o abrigo provisório implantado ao lado do Atacado dos Presentes retornam para o seu ponto de embarque e desembarque original, em frente à loja Esposende.

Satisfeita com o resultado da primeira etapa de requalificação da Boa Vista, a professora Vera Patriota, de 62 anos, diz que não se incomoda com os transtornos causados pela intervenção. Contudo, ela diz que deveria ter pessoas orientando usuários de ônibus sobre as mudanças. "Por ser uma avenida muito movimentada deveriam orientar melhor a população, para evitar que as pessoas se percam e fiquem sem saber onde pegar o ônibus", fala.

A aposentada Maria Santa Cândida, 62, foi pega de surpresa pelas mudanças. Ainda assim, ela diz que não se sente prejudicada, pois as intervenções são para melhoria da avenida. "É um transtorno que vale a pena passar. O resultado está ficando interessante, mas infelizmente existe muita gente mal educada. As pessoas precisam ter consciência e não destruir aquilo que será usado por elas mesmas", fala.

A requalificação das calçadas entre as ruas do Hospício e Aurora prevê a instalação de novos pontos de embarque e desembarque de passageiros. A Avenida Conde da Boa Vista tem 1,6 km de extensão e conecta o centro da cidade às zonas Norte e Oeste. Para tirar dúvidas ou enviar sugestões e reclamações, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou WhatsApp (9-9488.3999).

Obras
Para evitar a interdição total da via, a requalificação da Avenida Conde da Boa Vista foi dividida em seis fases diferentes, com custo total de R$ 15 milhões. Iniciada no dia 15 de julho e prevista para durar 90 dias, a segunda fase da intervenção prevê obras nos trechos entre as ruas da Aurora e do Hospício (subúrbio/centro); e entre José de Alencar e Soledade (centro/subúrbio). Segundo a prefeitura, pedestres, passageiros do transporte coletivo e condutores de veículos particulares vão ter uma avenida mais acolhedora, arborizada e eficiente no seu dia a dia.

Veja também

Flórida elimina restrições por Covid-19 enquanto supera 14.000 mortos
EUA

Flórida elimina restrições por Covid-19 enquanto supera 14.000 mortos

Mídia americana afirma que Trump indicará Amy Coney Barrett para Suprema Corte
internacional

Mídia americana afirma que Trump indicará Amy Coney Barrett para Suprema Corte