Guerra

Observadora da OSCE morre em bombardeio na Ucrânia

Maryna Fenina morreu quando ia comprar mantimentos para sua família

Bombardeio pela Rússia, em Kharkiv, na UcrâniaBombardeio pela Rússia, em Kharkiv, na Ucrânia - Foto: Sergey Bobok/ AFP

Uma observadora da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) morreu nesta terça-feira (1º) em um bombardeio em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, informou nesta quarta-feira (2) essa instância internacional.

"Maryna Fenina, membro nacional da Missão Especial de Vigilância da OSCE na Ucrânia (SMM), morreu em um bombardeio em Kharkiv ontem, quando "ia comprar mantimentos para sua família, em uma cidade que se converteu em zona de guerra", informou a organização em seu site.

A OSCE havia ordenado na noite de quinta-feira, logo após o início da invasão russa, a saída com urgência de sua missão de observação. No entanto, a pessoa que morreu era uma funcionária local.

"Em Kharkiv e outras cidades e povoados da Ucrânia, mísseis, projéteis e foguetes atingem prédios residenciais e centros urbanos, matando e ferindo civis inocentes: mulheres, homens e crianças, indiscriminadamente", denunciaram Zbigniew Rau, chefe da diplomacia polonesa e presidente em exercício da OSCE, e sua secretária-geral, Helga Maria Schmid.

"Condenamos veementemente a intensificação dos bombardeios nos centros urbanos, que deixaram mortos e feridos entre os civis, e reiteramos nosso apelo à Federação Russa por um fim imediato das hostilidades e para que se comprometa com um diálogo significativo", acrescentaram.

Kharkiv é uma das principais frentes do conflito, alvo de bombardeios letais nos últimos dias. Tropas aerotransportadas russas desembarcaram nesta quarta-feira e teriam atacado um hospital local, segundo as Forças Armadas ucranianas.

Veja também

Cabo de Santo Agostinho inaugura novo Centro Integrado Infanto-Juvenil
saúde

Cabo de Santo Agostinho inaugura novo Centro Integrado Infanto-Juvenil

Finlândia modifica lei para reforçar a fronteira com a Rússia
Relações internacionais

Finlândia modifica lei para reforçar a fronteira com a Rússia