Ocorrências de saúde serão monitoradas em tempo real durante o Galo

Profissionais usarão software Amber para produzir relatórios

Monitoramento de ocorrências de saúde em tempo realMonitoramento de ocorrências de saúde em tempo real - Foto: Divulgação/SES

As ocorrências de saúde ocorridas durante o Galo da Madrugada, neste Sábado de Zé Pereira (10), no Recife, e registradas em 12 locais serão monitoradas em tempo real. Fazem parte do acompanhamento as notificações levadas aos hospitais da Restauração, Getúlio Vargas e Otávio de Freitas; UPAs de Torrões, Imbiribeira e Caxangá; e os seis postos de atendimento do Samu no percurso do bloco: Base Central, praça Sérgio Loreto, Dantas Barreto, Pátio do Carmo, rua do Sol e PAM Centro.

Os dados serão enviados ao software Amber, sistema que produz relatórios em tempo real com informações e dados gerados pelos serviços monitorados. Cerca de 250 profissionais da Secretaria Estadual de Saúde (SES) estarão conectados ao sistema por meio de tablets disponibilizados para as unidades.

Leia também:
Galo da Madrugada recebe 5.047 policiais e bombeiros neste sábado
Às vésperas do Carnaval, trânsito trava no Recife


As notificações enviadas pelos profissionais chegarão, instantaneamente, ao Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), localizado na sede da SES, no bairro do Bongi, na Zona Oeste do Recife, que funcionará em todos os dias do Carnaval. Painéis situacionais com as ações serão monitorados por uma equipe de gestores, responsáveis pelo compilamento dos dados.

Entre as estatísticas, número de atendimentos, doenças de notificação compulsória e ocorrências das áreas de vigilância sanitária e ambiental. Esse monitoramento inclui a divulgação dos resultados em mídias sociais, como Facebook e Twitter. Este é o sétimo ano consecutivo da ação no Galo da Madrugada. O efetivo inclui técnicos que farão ações de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

Atenção durante o Carnaval
Os hospitais Barão de Lucena, Correia Picanço, Agamenon Magalhães, Oswaldo Cruz e Imip serão monitorados durante todo o período de Carnaval pela SES. O Serviço de Verificação de Óbito (SVO) também estará atento às mortes suspeitas que estejam relacionadas com doenças e agravos.

Além disso, todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) estarão de prontidão para fazer as notificações. Ao todo, 180 técnicos de Vigilância Epidemiológica estarão atuando em todo o Estado, informa a SES.

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG