Oito explosões a bancos em seis dias

Alvo na madrugada da última segunda foi agência da CEF em Jaboatão. Quadrilha deixou bolsa com explosivos e foi preciso acionar o esquadrão

Rambo: Até o fimRambo: Até o fim - Foto: Reprodução/ Adorocinema

 

Oito investidas a bancos com uso de explosivos em seis dias e mais uma cidade sob o terror das quadrilhas durante a madrugada. Na última segunda-feira (17), uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF), no bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, foi explodida. Os criminosos só não levaram nada devido à chegada da polícia. Mas, como também vem ficando corriqueiro, o pânico não se restringiu ao momento do roubo.

Durante a manhã, a descoberta de uma mochila com explosivos esquecida dentro do estabelecimento levou medo aos moradores do entorno. O esquadrão antibombas da Polícia Federal foi acionado e detonou o artefato num terreno baldio próximo, uma operação que durou cerca de duas horas e foi acompanhada pela população amedrontada.

Na semana passada, bombas deixadas numa agência da CEF em Barreiros, na Mata Sul do Estado, geraram o mesmo temor. Em abril, o mesmo ocorreu num quiosque do mesmo banco, no Cabo de Santo Agostinho.

O ataque à agência em Jaboatão começou ainda durante a madrugada, quando 15 homens encapuzados chegaram fortemente armados à rua Joaquim Tenório, perto do mercado público do bairro. Dois motoristas foram rendidos e tiveram os veículos usados para interditar a via.

Em seguida, portas de vidro da agência foram quebrados com um pé de cabra. Os bandidos chegaram a ter acesso ao cofre, mas não teriam tido tempo de explodi-lo por conta da chegada de policiais militares ao local. Conforme testemunhas, houve um intenso tiroteio. “Nossos homens estavam fazendo uma ronda e já foram recebidos a tiros”, disse o capitão do 6° Batalhão da PM, André Ferraz.

Os vizinhos do banco ouviram o barulho de tiros por quase dez minutos. “Nunca tínhamos visto uma coisa assim tão perto de nós”, disse uma moradora do entorno. O motorista Manoel Santos, 40, estava assustado. “Ficamos à mercê dos criminosos, parece que eles estão mais fortes que a polícia”.

Apesar do cenário de terror, ninguém ficou ferido. Os motoristas rendidos pelo grupo se disseram a serviço do aplicativo Uber. Dentro do carro, policiais encontraram grampos usados para impedir a perseguição policial. “Eles colocaram dentro. Acho que iam fugir com meu carro, mas não conseguiram porque a policia chegou”, defendeu-se um dos motoristas.

As investigações serão realizadas pela PF. “Eles detonaram explosivos, mas não conseguiram levar o dinheiro. Imagens das câmeras vão ajudar nas investigações”, afirmou o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro. Conforme o departamento, 40 pessoas foram presas, neste ano, por envolvimento em investidas contra a Caixa Econômica e os Correios.

O número de ataques ao banco não foi informado. Já em todo o Estado, conforme dados da Secretaria de Defesa Social, 144 investidas contra bancos, entre tentados e consumados, ocorreram entre janeiro e setembro deste ano.

 

Veja também

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h
CORONAVÍRUS

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão em Jaboatão dos Guararapes, na RMR
Jaboatão

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão