Olinda: folia com hora marcada

Festa nos oito palcos terminará a meia-noite. A partir desse horário, fica proibida venda de bebida alcoólica. Prefeitura diz que medida foi adotada por economia

Gestão defende que folia não será prejudicada, pois o horário vale apenas para os palcosGestão defende que folia não será prejudicada, pois o horário vale apenas para os palcos - Foto: Alfeu Tavares

 

Olinda divulga nesta sexta-feira (17) o esquema de todas as secretarias para operação de Carnaval na cidade. Mas algumas regras já foram acertadas, como o funcionamento dos oito palcos de festa. Neles, os shows só acontecerão até a meia-noite durante os quatro dias da folia de Momo.

A medida, além de ter calhado bem também para o quesito segurança, foi antes uma decisão econômica. Com orçamento reduzido, a prefeitura teve que enxugar a grade de atrações e assim terminar a festa mais cedo.

O horário ainda é o limite para as vendas do comércio informal. Quem for pego negociando bebidas depois da 0h poderá ter a mercadoria apreendida e a autorização de trabalho suspensa.
“Ano passado foram gastos R$ 6 milhões dos cofres municipais. Neste ano foi determinado pelo prefeito que nossos gastos sejam de no máximo R$ 3 milhões, se precisar gastar dos nossos cofres. Por isso fizemos o enxugamento da grade de shows”, justificou o secretário de cultura de Olinda, Gilberto Sobral.

Em anos anteriores a festa seguia até 1h30 da madrugada. Os palcos espalhados pela cidade estão no Fortim, Praça do Jacaré, Salgadinho, Rio Doce, Guadalupe, 12 de Março, Carmo e Varadouro.
A programação de cada um deles deve ser divulgada nos próximos dias, contudo o secretário adiantou que o início da folia nesses espaços deve começar entre 16h e 18h. Ele não acredita que o término mais cedo traga prejuízos para a festa. “De forma alguma porque o Carnaval de Olinda é iminentemente na rua. Os palcos são um complemento do Carnaval”, justificou Sobral.
O secretário de Segurança Urbana da cidade, coronel Pereira Neto, negou que a estipulação de horário terá qualquer caráter de toque de recolher dos foliões. “Isso é para os polos. Ninguém vai impedir o povo de ficar na rua. A programação da Prefeitura é que prevê programações artísticas até meia-noite”, reforçou.

A pasta terá 45 homens da guarda municipal em ação no Carnaval dando apoio ao efetivo da Polícia Militar e atuará inclusive disciplinando a venda de bebidas alcoólicas depois da 0h.
“O pessoal que foi cadastrado pela Secretaria de Controle Urbano teve estabelecido horário para venda de bebidas pelos ambulantes. Nas prévias eles só podem comercializar até 22h. No Carnaval eles estão autorizados até 24h se eles forem pegos fora desse horário terão o crachá recolhido e apreensão do material”, disse. Para o Homem da Meia Noite, a Ciatur é tem um planejamento específico. O coronel destacou que a vigilância da cidade estará integrada por câmeras conectadas com o Centro Integrado de Comando e Controle (CICCR).

 

Veja também

Profissionais de saúde do Recife que já receberam segunda dose de vacina contra Covid devem voltar a

Profissionais de saúde do Recife que já receberam segunda dose de vacina contra Covid devem voltar a

Brasil contabiliza quase 43 mil novos casos de Covid-19
Coronavírus

Brasil registra 42.980 mil novos casos de Covid-19