Coronavírus

OMS afirma que relação entre vacina AstraZeneca e coágulos é 'plausível', mas sem confirmação

São necessários estudos especializados para compreender plenamente a relação potencial entre a vacinação e possíveis fatores de risco, segundo organização

Vacina da AstraZeneca/OxfordVacina da AstraZeneca/Oxford - Foto: Ina Fassbender/AFP

Uma relação entre a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 e o aparecimento de uma forma rara de coágulos sanguíneos é "plausível, mas não confirmada", disse a Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta quarta-feira (7).

"São necessários estudos especializados para compreender plenamente a relação potencial entre a vacinação e possíveis fatores de risco", ressaltaram, em comunicado, os especialistas da OMS na área das vacinas, que insistiram que estes fenômenos, "apesar de preocupantes, são muito raros".

Mais de 200 milhões de pessoas já receberam a vacina AstraZeneca.

Este subcomitê, reunido nesta quarta-feira, indicou que examinará novos dados, se reunirá na próxima semana e "publicará novas recomendações se necessário".

Os especialistas da OMS também recomendam a criação de um comitê de médicos, incluindo hematologistas, para orientar sobre a melhor forma de diagnosticar e tratar os casos de trombose atípica registrados após a inoculação do injetável do laboratório sueco-britânico.

Veja também

Príncipes Harry e William homenageiam seu avô, o falecido príncipe Philip
Família Real

Príncipes Harry e William homenageiam seu avô, o falecido príncipe Philip

Olimpíada de Língua Portuguesa recebe inscrições de estudantes da rede pública de ensino
Educa Mais

Olimpíada de Língua Portuguesa recebe inscrições de estudantes da rede pública de ensino