Energia elétrica

ONS aciona termelétricas e importa energia do Uruguai para atender o Rio Grande do Sul

As medidas ocorrem em meio aos fortes temporais no Rio Grande do Sul esta semana

Ações são  para garantir a segurança das usinas hidrelétricas da bacia de rios, entre eles de JacuíAções são para garantir a segurança das usinas hidrelétricas da bacia de rios, entre eles de Jacuí - Foto: Defesa Civil de São Paulo/AFP

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) solicitou o despacho da termelétrica Canoas e a elevação da usina Pampa Sul à sua capacidade máxima de 345 megawatts (MW) para suprir a demanda energética do Rio Grande do Sul.

As medidas ocorrem em meio aos fortes temporais no Estado esta semana.



Além disso, foi pedida a importação de energia do Uruguai, por meio da conversora Melo, com valores variando de 120 MW a 390 MW

Em nota, o ONS informou que, no primeiro momento do grande volume de chuva, as ações foram direcionadas para garantir a segurança das usinas hidrelétricas das bacias dos rios Jacuí e Taquari-Antas.

Além disso, o Operador segue monitorando a situação da UHE 14 de Julho, que teve situação de emergência decretada após o rompimento parcial de sua barragem, assim como a evolução do armazenamento dos reservatórios de outras hidrelétricas da região.

Veja também

Pequinês de língua caída e sem dentes é eleito o cão mais feio do mundo
EUA

Pequinês de língua caída e sem dentes é eleito o cão mais feio do mundo

Grécia: 13 são presos acusados de causar incêndio ao lançar fogos de artifício de iate
INCÊNDIO FLORESTAL

Grécia: 13 são presos acusados de causar incêndio ao lançar fogos de artifício de iate

Newsletter