Faketronics

Operação apreende R$ 1 milhão em TVs box, videogames e brinquedos falsificados no Centro do Recife

Comércio irregular pode levar a penas de até um ano

Receita e Polícia comandaram a operaçãoReceita e Polícia comandaram a operação - Foto: Divulgação/Receita Federal

Uma operação conjunta entre a Receita Federal e a Polícia Civil de Pernambuco apreendeu, nesta quinta-feira (23), em lojas do comércio do Centro do Recife, duas toneladas de produtos eletrônicos falsificados estimadas em R$ 1 milhão

Segundo a Receita Federal, as mercadorias apreendidas foram, em sua maioria, aparelhos de TV box, videogames, acessórios de celulares, caixas de som e outros, além de vestuário e brinquedos piratas e contrabandeados. A operação, nomeada Faketronics, fiscalizou seis estabelecimentos.

“Os produtos falsificados não têm as mesmas garantias dos originais, além de não atender as especificações técnicas de fabricação, higiene e segurança. Podem causar mal à saúde do consumidor, não recolhem tributos, provocam a concorrência desleal e muitas vezes podem estar financiando o crime organizado”, lembrou o chefe da Divisão de Vigilância e Repressão, Gustavo Medeiros.

Patriciparam da operação 11 servidores da Receita Federal e quatro motoristas, com o apoio da Delegacia de Polícia de Crimes Contra o Consumidor, que deslocou 44 policiais civis.

Escritórios de advocacia que representam as diversas marcas prestaram apoio operacional e jurídico durante a operação.

O comércio de produtos falsificados ou pirateados estão tipificados na Lei 9.279/96, do Código de Propriedade Industrial, e prevê como pena a detenção de três meses a um ano.  

 

Veja também

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho
Eletrobras

Eletrobras: trabalhadores poderão entrar em greve a partir de 3 de junho

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina
Fuga

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

Newsletter