Operação desarticula bando que matou o empresário Mário Gouveia

Integrantes são suspeitos de homicídio - quase 30 -, latrocínio, tráfico de armas, constituição de milícia privada, tráfico de drogas, roubo qualificado, e organização criminosa

Operação Punisher busca desarticular organização criminosa, em CamaragibeOperação Punisher busca desarticular organização criminosa, em Camaragibe - Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, na manhã desta sexta-feira (17), a Operação “Punisher”para desarticular integrantes de uma organização criminosa envolvidas na prática de sete crimes. De acordo com a PCPE, os participantes da facção participaram do assassinato do empresário Mário Gouveia, dono do Parque Aquático Águas Finas, no km 17 da Estrada de Aldeia.

Os integrantes do bando são suspeitos de homicídio, latrocínio, tráfico de armas, constituição de milícia privada, tráfico de drogas, roubo qualificado e organização criminosa. Na ação, 12 mandados de prisão e sete mandados de busca e apreensão domiciliar foram sendo cumpridos em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. 

De acordo com delegado Ivaldo Pereira, o grupo organizado matava por aluguel. Dentre os presos, está um armeiro - pessoa que fica responsável por consertar e entregar as armas ao grupo. Na residência em que ele foi encontrado, 24 armas foram apreendidas, além de um maquinário para a fabricação de munições.

“Foram autores do roubo de Águas Finas. É uma milícia; aproximadamente 30 armas foram encontradas com esses indivíduos. Os seis anteriormente presos, todos com mandados por homicídio e latrocínio. É um grupo que possui cerca de 30 homicídios. Mário, inclusive, conhecia esse pessoal. Eles foram lá para roubar, mas seu Mário reagiu com toda razão, atingindo alguns componentes. Então, veio essa ordem para matá-lo”, afirmou o delegado.

Ainda segundo o delegado, o principal alvo das investigações era Luciano Josuel, líder da organização criminosa e também preso na operação. Ele era responsável pela articulação com o armeiro e organizava a cobrança do dinheiro. Segundo a PCPE, Luciano também estaria envolvido em uma série de homicídios, inclusive seria responsável pela morte do próprio irmão.

Leia também:
Operação desarticula organização criminosa; 27 foram presos
Operação desarticula quadrilha voltada a roubo de cargas em PE
Organização criminosa é desarticulada em operação da Polícia Civil

As investigações começaram em setembro do ano passado,sob a coordenação da delegada Euricélia Nogueira, vinculada à Diretoria Integrada Metropolitana (DIM). Sessenta policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães estão envolvidos na operação. As investigações seguem sob responsabilidade da Polícia Civil.

Veja também

Cidade do interior de São Paulo decreta toque de recolher
Pandemia

Cidade do interior de São Paulo decreta toque de recolher

Em Olinda, Lupércio firma parceria para a construção de nova caixa d’água em Águas Compridas
Abastecimento de água

Em Olinda, Lupércio firma parceria para a construção de nova caixa d’água em Águas Compridas