Operação Fantoche: empresários são liberados

Os empresários começaram a ser liberados pela Polícia Federal nesta noite de terça-feira (19)

Operação Fantoche, da Polícia FederalOperação Fantoche, da Polícia Federal - Foto: Rafael Furtado/ Folha de Pernambuco

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, foi liberado no início desta noite de terça (19), após prestar depoimento na Polícia Federal, segundo informações da assessoria da entidade. Andrade e os presidentes das federações das Indústrias de Alagoas (Fiea), da Paraíba (Fiep) e de Pernambuco (Fiepe) foram detidos na manhã de hoje no âmbito da Operação Fantoche, deflagrada em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU).

A operação apura fraudes em convênios do Ministério do Turismo com entidades do Sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Sebrae). Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram autorizados pela 4ª Vara Federal de Pernambuco. As prisões foram revogadas pela Justiça Federal em Pernambuco. Os empresários começaram a ser liberados pela Polícia Federal nesta noite.

Leia também:
Operação Fantoche: contratos superfaturados eram ligados a eventos culturais, diz delegado
Operação Fantoche: PF busca contratos e licitações no prédio da Fiepe


Segundo informações da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra de Andrade deixou há pouco a sede da Polícia Federal em Brasília. Ele está acompanhado pelo vice-presidente da entidade, José da Silva Nogueira, e deve retornar amanhã (20) a Maceió.

 

 

Veja também

Pernambuco registra 537 novos casos da Covid e 16 mortes
Coronavírus

Pernambuco registra 537 novos casos da Covid e 16 mortes

Em colapso, Rondônia anuncia transferência de doentes com Covid-19 e pede médicos
Coronavírus

Em colapso, Rondônia anuncia transferência de doentes com Covid-19 e pede médicos