A-A+

Operação TI Seguro reforça segurança no terminal da PE-15

A operação, que já havia sido executada no Terminal Integrado da Macaxeira em fevereiro, contemplou, desta vez, o TI PE-15, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife

Ambulantes são um dos principais alvos da operaçãoAmbulantes são um dos principais alvos da operação - Foto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco

Cerca de cem policiais militares atuaram, na manhã desta terça-feira (3), em uma nova etapa da operação TI Seguro. A operação, já iniciada no Terminal Integrado da Macaxeira em fevereiro, contemplou, desta vez, o TI PE-15, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), os agentes devem coibir a ação de ambulantes, reduzir a violência nos terminais integrados e facilitar o embarque e desembarque de passageiros.

A etapa da operação realizada na manhã desta terça foi o lançamento no TI da PE-15 da iniciativa de integração entre a SDS, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e o Grande Recife Consórcio, responsável pela administração do sistema rodoviário na RMR. Um efetivo de dez policiais militares deve seguir atuando das 7h às 23h no TI PE-15, por onde circulam 17 linhas e, de acordo com o Grande Recife, cerca de 50 mil passageiros por dia.

Segundo o major Edson Oliveira, que coordena a operação, as ações têm como objetivo principal a garantia da “tranquilidade e do direito de ir e vir em paz” dos passageiros. “Há um clamor popular por segurança nos terminais de ônibus da RMR. Sabemos da existência de problemas na mobilidade que são causados pelo desrespeito às filas e pela ação dos ambulantes”, afirmou o major. Os policiais empregados na ação, segundo a SDS, atuam de forma voluntária nos dias de folga, através de um programa de jornada extra.

Leia também:
Recomeça operação para reforçar segurança nos TIs da RMR
Adolescente é apreendido com arma falsa no TI Macaxeira
Homem morre após ter perna arrancada por ônibus no Recife

Nos próximos meses, a operação deve ser estendida para outros locais. De acordo com o gerente de Operações do Grande Recife Consórcio, André Melibeu, os critérios para a escolha dos terminais são avaliados através de estudos realizados pela PM e pelo consórcio. “Em ação conjunta com a Polícia Militar, avaliamos os terminais com maior incidência de crimes cometidos e os com maior circulação de passageiros”, disse Melibeu, que também garantiu o reforço no efetivo de facilitadores de embarque no TI-PE 15.

Usuários reclamam e defendem ambulantes
Entre os passageiros, o sentimento de insatisfação ainda é predominante. O cozinheiro Anderson Lima, 36, frequenta o terminal da PE-15 diariamente e conta que entre os problemas mais recorrentes está o desrespeito às filas. “A bronca aqui é você conseguir embarcar nos ônibus. As pessoas não respeitam idosos, mulheres grávidas. Os agentes do Grande Recife que vêm aqui para organizar as filas fazem muito pouco e dizem que não adianta nada”, reclamou o cozinheiro.

“A gente paga passagem cara pra enfrentar esse tipo de sufoco. Geralmente, tenho que sair de casa com duas horas de antecedência para poder chegar no meu destino. Nesse percurso, quem salva são os ambulantes, que aparecem com uma água ou algo pra comer. Só quem reclama dos ambulantes é quem tem quiosque nos terminais. Eles [os vendedores ambulantes] não atrapalham em nada”, completou Anderson.

A designer de sobrancelhas Valéria Nascimento, 24, também reclamou da desorganização nas filas do terminal. “Mesmo com eles [os policiais militares] aqui dentro, a gente ainda presencia tumultos na hora do embarque dos passageiros”, afirmou Valéria, que disse se sentir insegura nos TIs e defendeu os ambulantes.

Veja também

Países que reabriram fronteira para brasileiros possuem grandes atrativos culinários
Sabores

Países que reabriram fronteira para brasileiros possuem grandes atrativos culinários

Sábado é Dia D da campanha de multivacinação do Ministério da Saúde
Vacinas

Este sábado é o Dia D da campanha de multivacinação para crianças e adolescentes