Polícia

Operações miram quadrilhas suspeitas de tráfico de drogas e homicídios em Pernambuco

Foram expedidos ao todo oito mandados de prisão, 13 de busca e apreensão e uma ordem cautelar

Delegacia do CordeiroDelegacia do Cordeiro - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na manhã desta terça-feira (25), duas operações de repressão qualificada contra duas organizações criminosas suspeitas de tráfico de drogas e homicídios no Estado.

Segundo a polícia, as operações, batizadas de "Apocalypse" e "Ártemis", cumprem ao todo oito mandados de prisão, 13 de busca e apreensão e uma ordem cautelar.

 

A primeira operação, a Apocalypse, é presidida pelo delegado Márcio Cruz, titular da 7ª Delegacia de Polícia de Repressão ao Narcotráfico de Caruaru, no Agreste de Pernamnbuco. As investigações tiveram início em janeiro deste ano.

A quadrilha é suspeita de homicídios, tráfico de drogas e associação para o tráfico e roubo. Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão, nove mandados de busca e apreensão domiciliar e uma medida cautelar restritiva de direitos. As ordens judiciais foram expedidas pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Caruaru.

Já a Operação Ártemis cumpre mandados no Recife. Foram expedidos três de prisão e quatro de busca e apreensão pela 19ª Vara Criminal da Comarca da Capital.

As investigações da Ártemis começaram em julho de 2019 para investigar uma organização criminosa suspeita de tráfico de drogas. A responsabildiade é do delegado João Gustavo Godoy, titular da Delegacia de Polícia do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife.

Mais detalhes sobre as duas operações serão divulgados pela Polícia Civil posteriormente.

Veja também

Dezesseis dias após resultado, Trump autoriza transição de governo
EUA

Dezesseis dias após resultado, Trump autoriza transição de governo

Um dia após visita de Bolsonaro, curto circuito provoca explosões em rede no Amapá
amapá

Um dia após visita de Bolsonaro, curto circuito provoca explosões em rede no Amapá