'Ou você muda daqui ou vou te matar', diz PM a vizinho em SP

Vídeo gravado pela mulher, que é professora, mostra o PM dentro da residência do casal intimidando o homem.

Todas as sugestões serão sistematizadas e analisadas pelo grupo de trabalhoTodas as sugestões serão sistematizadas e analisadas pelo grupo de trabalho - Foto: Diego Galba/VG

Um casal de Bauru (a 329 km de São Paulo) registrou um boletim de ocorrência contra um policial militar, por abuso de autoridade. Um vídeo gravado pela mulher, que é professora, mostra o PM dentro da residência do casal intimidando o homem.

Em um trecho, é possível ouvir o policial desafiando o profissional autônomo. "Você arruma uma arma e me espera aqui", diz. Em seguida, ameaça. "Ou você muda daqui, senão vou te matar."

De acordo com o boletim de ocorrência, o entrevero teve início na madrugada de segunda-feira (26), às 2h. O casal declarou que deixou um carrinho de supermercado em um terreno em frente à casa do policial e ele teria dito que eles não poderiam fazê-lo. Perguntado sobre o motivo, ele teria dito que era porque estava mandando. O policial, que não estava fardado, teria então entrado em uma caminhonete e dito que aquilo "não iria ficar assim".

Os momentos registrados em vídeo ocorreram, ainda segundo o depoimento à Polícia Civil, na terça (27), por volta das 14h, quando o policial entrou com dois outros colegas, todos fardados, na residência do casal, sem mandado -como a mulher repete no vídeo.

O casal afirma que o policial ameaçou o homem dizendo que iria forjar tráfico de drogas ou porte ilegal de armas para prendê-lo -a mulher disse que os policiais chegaram a mostrar um pacote com drogas, mas que eles fecharam a janela quando ela tentou filmar.

Ao notar que a mulher o filmava, o policial tenta tomar o celular dela. Com a filha dela chorando, o homem disse que foi defender a mulher e, em seguida, agredido pelo policial com um tapa na orelha, o que não é possível de identificar.

À Polícia Civil, a mulher disse ainda que o policial ameaçou matá-los caso o vídeo se tornasse público.

Segundo a Polícia Civil de Bauru, foi instaurado inquérito para investigar a ocorrência, registrada como ameaça e abuso de autoridade. A PM foi notificada e o comando local apura o caso com auxílio da Corregedoria.

Veja também

Senado aprova uso de verbas de saúde por estados e municípios
Saúde

Senado aprova uso de verbas de saúde por estados e municípios

Eficácia da vacina anticovid da Moderna cai ligeiramente para 90% em teste nos EUA
Coronavírus

Eficácia da vacina anticovid da Moderna cai ligeiramente para 90% em teste nos EUA