SAÚDE

Outubro Verde: Prefeitura do Recife promove ações de testagem gratuita para sífilis

Projeto itinerante de testagem vai circular em diversos pontos da cidade ao longo do mês

Unidade móvel do projeto itinerante "Bora testar? Bora prevenir?"Unidade móvel do projeto itinerante "Bora testar? Bora prevenir?" - Fotos: Divulgação/Secretaria de Saúde do Recife

Leia também

• Profissionais do Samu são treinados para atuar em casos de saúde mental

• Dez estados enfrentam problema para registrar casos de Covid em sistema do Ministério da Saúde

Para celebrar o Outubro Verde - campanha alusiva ao enfrentamento da sífilis -, a Prefeitura do Recife vai promover, ao longo deste mês, uma série de ações com testagem rápida para diagnosticar essa doença e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). A programação também terá atividades voltadas para os profissionais da Rede Municipal de Saúde.

 

Neste domingo (3), das 14h às 17h, a unidade móvel do projeto itinerante “Bora testar? Bora prevenir?” faz sua primeira parada no Marco Zero da cidade para oferecer testes rápidos, além de aconselhamento do público que estiver circulando no local.

Durante a ação, serão ofertados mais de 200 testes rápidos para detectar possíveis casos de HIV, sífilis e/ou hepatites B e C, e qualquer pessoa pode ter acesso ao serviço. Nos casos em que o resultado dá positivo, o usuário recebe aconselhamento e é encaminhado para tratamento na rede municipal de saúde. Na atividade também serão distribuídos preservativos, sachês de gel lubrificante e materiais educativos sobre ISTs.

Até o fim do mês, as ações de testagem ainda serão realizadas em diversos pontos: 

Na programação, também serão realizadas ações voltadas para os profissionais da Secretaria de Saúde do Recife. Entre as atividades programadas, estão uma formação para os profissionais do Programa Academia da Cidade, que vai falar sobre “Gerenciamento de Risco na Prevenção às IST, HIV e Hepatites Virais”.

Além disso, também serão promovidos webinários, transmitidos na plataforma da Escola de Saúde do Recife, que vão abordar temas como: “Perfil epidemiológico da sífilis no Recife e experiência do CMITV”, “Prevenção da transmissão vertical da Sífilis”, “Sífilis congênita: perfil epidemiológico, definição de caso e manejo clínico na maternidade”.

Sífilis
A sífilis é uma doença infectocontagiosa transmitida, principalmente, por via sexual, e também de mãe para filho durante a gestação. No Recife, este ano, já foram diagnosticados 414 casos de sífilis na gestação e 1.240 novas infecções de da sífilis adquirida. O agente causador é a bactéria Treponema pallidum, e o sintoma mais comum é uma ferida indolor na região genital. A prevenção pode ser feita com o uso correto e regular de preservativos. A sífilis é uma patologia crônica de fácil tratamento com antibióticos. Atualmente, o tratamento com penicilina está disponível em mais de 97% das Unidades de Saúde da Família do Recife.

O Dia Nacional de Enfrentamento à Sífilis foi instituído pela Lei Federal 13.430/2017, no terceiro sábado do mês de outubro, e tem como objetivo ressaltar a importância do diagnóstico e tratamento adequados da sífilis, especialmente na gestante, durante o pré-natal. Além disso, é uma forma de incentivar o engajamento dos profissionais e gestores de saúde da rede municipal em ações de prevenção e acompanhamento dos casos da doença.

Serviços
Na rede municipal de saúde, a Prefeitura do Recife oferece serviços de prevenção, diagnóstico e tratamento precoces para da sífilis e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Existem dois Serviços de Atenção Especializada (SAE) para as pessoas com HIV/Aids: um na Policlínica Lessa de Andrade, localizada na Madalena, e outro na Policlínica Gouveia de Barros, na Boa Vista.

A Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife oferece, de forma rotineira, testagem rápida no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Policlínica Gouveia de Barros e também na Policlínica Salomão Kelner, em Água Fria. Além disso, a população pode se dirigir à unidade básica de saúde mais perto de casa, para saber a disponibilidades de testes rápidos para detecção de ISTs. O resultado sai em cerca de meia hora.

Veja também

Após debandada, presidente da Capes faz apelo para que coordenadores permaneçamBRASIL

Após debandada, presidente da Capes faz apelo para que coordenadores permaneçam

Recife promove primeiro encontro com outras capitais para decidir sobre o CarnavalCarnaval

Recife promove primeiro encontro com outras capitais para decidir sobre o Carnaval