Notícias

Ovos de Páscoa: coma com moderação

O chocolate escuro é rico em flavonóides, epicatequina, fenóis e ácido graxo,antioxidantes que ajudam a proteger os vasos sanguíneos, prevenir câncer e promover a saúde do coração.

Ovos de PáscoaOvos de Páscoa - Foto: divulgação

Olá, leitores e internautas que acompanham a coluna Saúde e Bem-Estar

O ovo de chocolate encanta crianças e adultos. Tem ovos para todos os gostos: recheados, trufados, ao leite, com brinquedos. Ah, mas, o peso na consciência bate após o domingo de páscoa: quanto eu engordei? O chocolate é produzido a partir das sementes de cacau. Em processo industrial, são misturadas ao leite e ao açúcar, aquecidas e moldadas, chegando ao mercado em formato de barra. O chocolate escuro é rico em flavonóides, epicatequina, fenóis e ácido graxo,antioxidantes que ajudam a proteger os vasos sanguíneos, prevenir câncer e promover a saúde do coração. O chocolate branco é o mais calórico e que tem mais gorduras ruins. O uso saudável do chocolate deverá o meio amargo ou amargo (70% de cacau), pois, tem menos açúcar e não tem lactose. O chocolate tem magnésio, outra substância presente nas barras, ajuda a aliviar a ansiedade e a manter o bem-estar. Contém vitaminas A, B, C, D e E, o fósforo e o ferro também podem ser encontrados no chocolate.

Principais benefícios do chocolate amargo:

- Contribui para a boa saúde do coração, pois promove um fluxo adequado de sangue;

- Estimula o sistema nervoso central e os músculos cardíacos;

- Ajuda na manutenção do bem-estar e do bom humor.

Para ter todos os benefícios do chocolate amargo, basta comer um quadradinho de chocolate por dia, pois quando consumido em excesso, pode aumentar consideravelmente o peso e ter dores de barriga, principalmente se for ao leite.

A substância básica do chocolate é o cacau. Rico em flavonóides e antioxidantes, que traz os seguintes benefícios para a saúde:

Melhorar o humor e combater a depressão e a ansiedade, por aumentar a produção de serotonina, o hormônio do bom humor.

Prevenir trombose, devido à presença de flavonol;

Combater o colesterol alto, por ser rico em antioxidantes e prevenir a formação das placas de ateroma;

Prevenir aterosclerose, por prevenir o acúmulo de colesterol nos vasos sanguíneos;

Prevenir anemia, por ser rico em ferro;

Reduzir o risco de diabetes, devido aos antioxidantes flavonoides e por ajudar no combate à resistência à insulina;

Prevenir problemas como demência e derrames, por melhorar a circulação sanguínea, cognição e a memória;

Reduz a pressão porque melhora a qualidade dos vasos sanguíneos;

Ajuda a regular o intestino porque possui flavonóis e catequinas que chegam ao intestino grosso onde podem aumentar a quantidade de bifidobactérias e lactobacillus, que são boas para a saúde;

Ajuda a controlar a inflamação, o que pode ser observado através da redução da quantidade de proteína C reativa no sangue.

O cacau em pó pode ser encontrado em lojas de suplementação e produtos naturais. Poderá ser utilizada em vitaminas de frutas e na própria fruta in natura.

Busque sempre a sua melhor versão. Siga-me nas redes sociais e fique sempre atualizado com informações sobre saúde e bem-estar. Obrigado e até o próximo encontro

Rafael Coelho (CRM: 23943/PE) é médico. Pautas para Jademilson Silva – Jornalista - DRT: 3468 E- mail: [email protected]

PÍLULAS

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio da Secretaria-Executiva de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, disponibiliza a versão digital do livro Experiências em Educação Permanente em Saúde no Estado de Pernambuco: formação que se constrói em rede. O livro de 453 páginas organizado pela Diretoria Geral de Educação na Saúde da SES, conta com a participação de trabalhadores, gestores estaduais e municipais, secretários municipais de saúde, estudantes, residentes, pesquisadores, docentes, integrantes de movimentos sociais e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Informações: www.saude.pe.gov.br

EM DIA COM VOCÊ

Imunidade através de uma alimentação balanceada


Sucos

O clima desta época é bem favorável ao aparecimento de doenças respiratórias, como rinite, gripes, resfriados, assim como doenças inflamatórias como aquela temida garganta inflamada. Sabendo disso, temos que fazer a nossa parte para nos prevenir. Como? Através da alimentação, ela favorece o sistema imune, (responsável pela retirada de agentes ou moléculas estranhas ao organismo, mantendo o corpo em homeostase). O primeiro nutriente responsável pela potencialização da imunidade é o FERRO, alimentos como: carne vermelha, vegetais verdes escuros e leguminosas como o grão de bico e o feijão são ricos desse nutriente. Alimentos ricos em Vitamina C e E, sendo associados a ingestão do ferro tem sua melhor absorção. Sendo elas obtidas através de frutas como acerola, laranja, kiwi, abacate e vegetais. O Gengibre, o Alho, a Pimenta, também são grandes potencializadores para a imunidade. Que tal adicionar esses alimentos e nutrientes ao seu hábito alimentar? Vale salientar que alimentos em específico não substituem uma alimentação completa e equilibrada individualmente através da orientação do seu nutricionista. Individualidade biológica em primeiro lugar, sua saúde agradece.

 

 

Orquídea Constantino (@ideiadenutrir ) CRN6 27531 - é nutricionista formada pelo Centro Universitário dos Guararapes (UNIF)

*A Folha de Pernambuco não se responsabiliza pelo conteúdo da coluna

Veja também

Deslocados forçados no mundo superam os 100 milhões pela primeira vez, diz ONU
Mundo

Deslocados forçados no mundo superam os 100 milhões pela primeira vez, diz ONU

Biden adverte para impacto 'relevante' da varíola dos macacos
Estados Unidos

Biden adverte para impacto 'relevante' da varíola dos macacos