Paciente com suspeita de botulismo recebe alta

Homem de 48 anos passou cerca de cerca de dias internado. Os pais deles de 65 e 69 anos continuam no hospital

Hospital Universitário Oswaldo CruzHospital Universitário Oswaldo Cruz - Foto: Arthur Mota/Arquivo Folha

Deixou o hospital, nesta segunda-feira (5), o primeiro paciente de uma família de Peixinhos, em Olinda, possivelmente acometida por botulismo. Ronaldo Alves, 48 anos, internado no último dia 25 de janeiro no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), no Recife, já está em casa e não tem qualquer sequela.

“Ronaldo foi avaliado e estava bem melhor. Os sintomas que ele tinha desapareceram. A fonoaudiologia acompanhou e viu que a deglutição dele estava recuperado", informou o infectologista do HUOC, Filipe Prohaska. O médico explicou que o homem agora terá acompanhamento ambulatorial. "A cada semana ou a cada 15 dias, ele ficará voltando para acompanharmos a progressão da recuperação" .

Os pais de Ronaldo, um casal de idosos de 65 e 69 anos, ainda permanecem internados numa unidade da rede privada no Recife segundo parentes. Os três começaram a passar mal entre uma semana e 15 dias após o almoço de Ano-novo na casa da família.

Leia também:
Melhora estado de paciente internado no Recife com suspeita de botulismo
Alimentos são coletados na casa de família suspeita de botulismo em Olinda


Os testes em porções suspeitas de alimentos (charque vencida, mel, queijo do reino e goiabada em calda) ainda não ficaram prontos. O botulismo é uma doença neuroparalítica grave, muito atribuída à contaminação de alimentos pela bactéria Clostridium botulinum.

Veja também

Detento morre após invadir área de segurança na Barreto Campelo
Penitenciária

Detento morre após invadir área de segurança na Barreto Campelo

Médico que participava dos testes da vacina de Oxford recebeu placebo, dizem agências de notícias
Coronavírus

Médico que participava dos testes da vacina de Oxford recebeu placebo, dizem agências de notícias