Padrasto suspeito de matar enteada morre após ser espancado em Itapissuma

Isaías Bezerra da Silva era o principal suspeito de ter matado Maína Maria Marcolino, de 13 anos, cujo corpo foi encontrado dentro de uma caixa dágua

Maina Maria Marcolino, de 13 anos, foi encontrada mortaMaina Maria Marcolino, de 13 anos, foi encontrada morta - Foto: Reprodução/Facebook

Principal suspeito de matar a enteada de 13 anos, o caseiro Isaías Bezerra da Silva, de 38 anos, morreu nesta sexta (16), no início da noite. Ele foi agredido a pedradas e pauladas por populares em Itapissuma, na Região Metropolitana do Recife (RMR), onde se escondeu depois que teria assassinado a enteada Maína Maria Marcolino.

Segundo o comandante do 17º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Marcos Ramalho, a PM e a Polícia Civil foram acionadas e chegaram a tempo de evitar que Isaías fosse executado no local. O homem chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo devido à gravidade dos ferimentos. 
Isaías era o principal suspeito do assassinato de Maína, que desapareceu na última segunda-feira (12) e foi encontrada morta dentro de uma caixa d´água dois dias depois, no Loteamento Bela Vista, em Igarassu, município vizinho a Itapissuma, na RMR. Na última vez que a menina foi vista com vida, estava acompanhada do padrasto. Ainda nesta sexta, a Vara Criminal de Igarassu havia expedido um mandado de prisão preventiva contra ele, que tinha passagem pela polícia e já tinha sido preso em 2010, após praticar um assalto.

 

Veja também

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice
França

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice

Dia de luta contra o reumatismo é lembrado no país nesta sexta-feira
Reumatismo

Dia de luta contra o reumatismo é lembrado no país nesta sexta