Vacinas vencidas

Países pobres rejeitam 100 milhões de doses de vacinas perto do vencimento

A OMS classificou como "vergonha moral" dos países desenvolvidos represarem as vacinas e ofertarem aos países pobres imunizantes muito próximos do vencimento

vacinasvacinas - Foto:

Os países pobres rejeitaram em dezembro cerca de 100 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 que foram doadas com prazo de validade muito curto, informou nesta quinta-feira (13) uma representante do Unicef.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) acusou em diversas oportunidades os países ricos de represarem as vacinas e ofertarem aos países pobres imunizantes muito próximos do vencimento, o que classificou de "vergonha moral".

No final de dezembro, a Nigéria incinerou mais de 1 milhão de doses doadas da vacina AstraZeneca com vida útil muito curta e que perderam a validade antes que pudessem ser usadas.

Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que tem papel logístico na distribuição de vacinas, os países estão se recusando a receber imunizantes muito próximos do fim da validade.

Em dezembro, "mais de 100 milhões de doses foram rejeitadas", declarou a diretora da divisão de suprimentos do Unicef, Etleva Kadilli, a uma comissão no Parlamento Europeu.

"A maioria das negativas se deve à data de validade", frisou.

Kadilli explicou que os países precisam de doses que possam ser conservadas por algum tempo para poder planejar as campanhas de vacinação e chegar a populações que vivem em áreas de difícil acesso.

Em outubro e em novembro, 15 milhões de doses oferecidas pela União Europeia foram recusadas pelos países pobres. Destas, 75% eram vacinas da AstraZeneca que teriam uma vida útil inferior a dez semanas quando fossem efetivamente entregues.

Em todo o mundo, 9,4 bilhões de doses de vacinas contra a Covid-19 foram administradas, informou hoje o diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Contudo, o responsável apontou que mais de 90 países não atingiram a meta de vacinar 40% da população até o fim de 2021.

"Mais de 85% da população africana, ou seja, 1 bilhão de pessoas, ainda não recebeu a primeira dose", destacou Tedros.

Veja também

Mulher dá a luz em banheiro do Shopping Recife, na Zona Sul da capital pernambucana
Parto

Mulher dá a luz em banheiro do Shopping Recife, na Zona Sul da capital pernambucana

Trump diz que sua casa na Flórida foi alvo de buscas do FBI
EUA

Trump diz que sua casa na Flórida foi alvo de buscas do FBI