Paixão de Cristo do Recife é cancelada

A edição que contaria com um novo ator para o papel de Jesus Cristo iria acontecer entre os dias 30 de março a 1º de abril, no Marco Zero

Em cada edição, o espetáculo possuía um elenco composto por 100 atores e 300 figurantesEm cada edição, o espetáculo possuía um elenco composto por 100 atores e 300 figurantes - Foto: Wellington Dantas/Divulgação

Depois de 21 edições consecutivas, a Paixão de Cristo no Recife em 2018 foi cancelada. A decisão partiu de José Pimentel, diretor da peça e dos produtores Paulo de Castro e Antônio Pires. O motivo alegado seria a falta de recursos, além do pouco tempo para a produção final do espetáculo. Segundo os organizadores, o orçamento mínimo gira em torno de R$ 700 mil, parte do valor seria destinado à reconstrução do cenário. A temporada 2018 estava marcada para os dias 30 e 31 de março e 1º de abril. “Tivemos a garantia da Prefeitura do Recife, de que investiria R$ 250 mil, e do Governo do Estado, de que entraria com R$ 150 mil, mas essa verba não é suficiente diante das demandas do espetáculo este ano. E, infelizmente, não conseguimos apoio da iniciativa privada”, diz Paulo de Castro.

Pimentel, que fazia o Cristo e neste ano seria substituído por Hemerson Moura, escolhido após uma seleção que contou com 27 candidatos inscritos, também lamentou. “Todos os anos lutamos para fazer a Paixão de Cristo do Recife, passamos por muitas dificuldades e, mesmo assim, íamos em frente porque temos consciência da importância do espetáculo para a cidade do Recife e também para Pernambuco. Mas chegamos ao limite. Não dá para continuar, inclusive pela segurança do elenco e do próprio público. Isso não quer dizer que a Paixão está acabando. Os nossos esforços serão para que, em 2019, tenhamos um espetáculo remodelado”, argumentou.   

 

José Pimentel e Hemerson Moura

José Pimentel e o seu substituto, Hemerson Moura, que iria estrear no espetáculo no papel de Jesus Cristo - Crédito: Gustavo Glória/Folha de Pernambuco 

 

Veja também

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice
França

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice

Dia de luta contra o reumatismo é lembrado no país nesta sexta-feira
Reumatismo

Dia de luta contra o reumatismo é lembrado no país nesta sexta