Notícias

Para Dado, faltaram desafios mais complicados

A expectativa é que a gente consiga dar passos mais largos

Timbu fez apenas jogos-treino, o último contra a AgapTimbu fez apenas jogos-treino, o último contra a Agap - Foto: Jedson Nobre/Arquivo Folha

 

Foi bom, mas poderia ter sido melhor. Com o término da pré-temporada, o técnico Dado Cavalcanti avaliou o trabalho realizado no clube. Para ele, o tempo foi fundamental para os atletas entenderem sua filosofia de jogo, mas faltaram desafios mais complicados.
“Estou bem satisfeito com o que aconteceu. A única ausência que senti foi a de um amistoso. Não conseguimos adversários e fizemos apenas dois jogos-treino. Pelo tamanho dos times (Ipojuca e Agap), nosso sistema defensivo acabou pouco agredido”, lamentou, para em seguida valorizar o lado positivo. “Tivemos tempo de conhecer os jogadores e eu pude passar o que queria. A repetição traz benefícios e ela virá ainda mais com os jogos”, completou.

O treinador também detalhou qual Náutico o torcedor pode esperar na estreia. “A nossa forma de jogo será sem tantas ligações diretas e com mais trocas de passe em velocidade, fazendo as transições para achar o companheiro”, disse, avaliando como o peso do período sem títulos do clube pode afetar o atual elenco.

“Primeiro, nós esquecemos tudo que passou. Os anos são lembrados em estatísticas e recordações do torcedor, mas não fazem parte do nosso cotidiano. Tanto os jogadores que permaneceram como os que chegaram estão com desejo de virar essa página da história. Náutico é time grande, que ficou famoso por suas conquistas e estamos trabalhando para voltar com isso”, argumentou.

Em véspera de início de temporada, é comum os treinadores pedirem paciência à torcida. Mas Dado vai por outro caminho. “Isso não me cabe. Torcedor é passional e quer que seu time sempre vença. Ele não está errado. Sou eu que preciso ter paciência e tranquilidade. O início é sempre mais difícil. Aqui será um pouco mais por conta das mudanças. A expectativa é que a gente consiga dar passos mais largos, crescendo ao longo das competições e chegando ao mata-mata de forma competitiva”, pontuou.

 

Veja também

Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas
Boletim

Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas

Queiroga anuncia ex-número dois de Onyx como novo secretário-executivo do Ministério da Saúde
Governo Federal

Queiroga anuncia ex-número dois de Onyx como novo secretário-executivo do Ministério da Saúde