'Para muitos candidato do PSL representa salto no escuro, pra mim ele é um salto no abismo', afirma

Candidato disse, ainda, que é preciso "ter grandeza nesse momento para perceber os riscos que o país está correndo"

Presidenciável foi alvo de fake news contra sua famíliaPresidenciável foi alvo de fake news contra sua família - Foto: Mauro Pimentel/AFP

O candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, afirmou que seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), representa "um salto no escuro" para a maioria dos brasileiros, mas, para ele, a eleição do capitão reformado é "um salto no abismo". Segundo Haddad, o candidato do PSL não apresenta propostas e tem se negado a participar de debates e sabatinas, mesmo após a alta médica.

Bolsonaro levou uma facada em 6 de setembro e passou por duas cirurgias, mas tem dado entrevistas para determinados veículos, como a TV Record, cujo dono, bispo Edir Macedo, já declarou apoio a ele. Haddad disse mais uma vez que é preciso "ter grandeza nesse momento para perceber os riscos que o país está correndo".

Leia também:
Haddad faz ato no Recife para 'virar voto'
Chico Buarque acredita em virada de voto para Haddad na periferia
O debate que faltou entre Haddad e Jair Bolsonaro
'Coitado é ele', diz Haddad sobre Bolsonaro


"Estamos naturalizando um processo muito pouco natural", afirmou o petista, em referência a atores políticos que ele tem procurado para compor uma frente democrática, ainda sem sucesso. Ciro Gomes (PDT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) são dois deles. "Fica mais fácil com Ciro? Claramente", disse Haddad. O ex-governador do Ceará viajou à Europa logo no início do segundo turno e deve voltar ao Brasil nesta sexta (26).

Veja também

Guatemala usa gás para dispersar imigrantes hondurenhos em direção aos EUA
Imigração

Guatemala usa gás para dispersar imigrantes hondurenhos em direção aos EUA

Em dois dias, mais de mil pessoas são vacinadas em São Paulo
Coronavac

Em dois dias, mais de mil pessoas são vacinadas em São Paulo