A-A+

Parada da Diversidade de Dois Unidos pede fim da violência

Evento percorre a avenida Hildebrando de Vasconcelos num percurso de quatro quilômetros

Parada da Diversidade de Dois UnidosParada da Diversidade de Dois Unidos - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

A 10ª edição da Parada da Diversidade do Recife no bairro de Dois Unidos, na Zona Norte da capital pernambucana, concentrou centenas de pessoas no terminal de ônibus da comunidade, na tarde deste domingo (23). Dois trios elétricos conduzem o público ao longo da avenida Hildebrando de Vasconcelos, num percurso de quatro quilômetros a partir das 17h30.

O tema de 2018 é “Seja livre, seja o que você quiser. Respeite-me”. Segundo o co-organizador Ricardo José dos Santos, este ano, além dos temas recorrentes, como igualdade de direitos e respeito, pede-se o fim da violência contra o público LGBTI. “Só este ano, três LGBTIs foram assassinados na nossa comunidade. É uma barbaridade que só cresce”, lamenta, apoiado pelos moradores que estenderam faixas de apoio ao evento, no muro das casas.

Desde o meio-dia, as pessoas se aglomeram em frente ao palco montado próximo ao terminal, onde seis artistas se revezam nas apresentações musicais. Os trios partem na sequência, com shows da banda Favorita e DJs. “É bonito ver uma festa que só cresce com o tempo e tem a adesão dos moradores e gente de outros bairros”, diz o morador Pedro Victor que, no palco, se apresenta como Victoria Becker.

Segundo o major Duarte, da Polícia Militar de Pernambuco, a movimentação é acompanhada por 115 homens, sendo 45 motorizados e 75 a pé. Eles também recebem o reforço da Polícia Civil, que montou uma delegacia móvel no local, e da CTTU. A avenida Hildebrando de Vasconcelos segue parcialmente interditada e será liberada no decorrer do trajeto.

Veja também

Pandemia impede realização de mais de 1 milhão de cirurgias em um ano
Coronavírus

Pandemia impede realização de mais de 1 milhão de cirurgias em um ano

Grupo Ruas e Praças realiza mediação de conflito em atendimentos presenciais
RECIFE

Grupo Ruas e Praças realiza mediação de conflito em atendimentos presenciais