Parada da Diversidade reúne 15 mil pessoas na Zona Norte do Recife

Com o tema "LGBTfobia Destrói, Resistência Une", décima edição do evento ocorreu neste domingo

Parada da Diversidade de Casa AmarelaParada da Diversidade de Casa Amarela - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A 10ª edição da Parada da Diversidade de Casa Amarela reuniu milhares de pessoas na tarde deste domingo na Zona Norte do Recife. Este ano com o tema “LGBTfobia Destrói, Resistência Une #Ame-se”, cerca de 15 mil pessoas, segundo a organização, acompanharam os dois trios elétricos que percorreram as ruas do bairro. A festa, que começou na Rua Vasco da Gama, seguiu até a Rua Luiz Cesário de Melo, onde foi montado um palco para apresentações de artistas locais.

O evento foi organizado pelo Grupo Cultural Recifogosas. Um dos organizadores, Xandy Show, coordenador do movimento LGBT Zona Norte do Recife, ressaltou a importância de realizar o evento em Casa Amarela, um dos bairros mais populosos da capital pernambucana. “Queremos reverenciar os 10 anos da Parada com muita resistência. Tivemos avanços também”, afirma.
O trio principal contou com apresentação do grupo Amigas do Brega, formado pelas cantoras Palas Pinho, Dayanne Henrique, Danny Müller e Eliza Mell. “Estamos num momento político conturbado e fazer parte de um evento como esse traz empoderamento a essas pessoas”, destacou Dany Müller. “Eu levanto essa bandeira também porque sou uma delas [pessoas LGBT]”, afirmou Eliza Mell. A drag queen Priscila Oliveira, 26, mora em Fortaleza e vem todos os anos para a Parada. “Eu acho importante o respeito. Sou feliz do que eu sou jeito”, ressaltou.

Veja também

Onze mortos, entre eles dois bebês gêmeos, em deslizamento de terra na Indonésia
Mundo

Onze mortos, entre eles dois bebês gêmeos, em deslizamento de terra na Indonésia

Pernambuco registra 80 novos casos da Covid-19 e 16 mortes nas últimas 24h
Coronavírus

Pernambuco registra 80 novos casos da Covid-19 e 16 mortes nas últimas 24h