Partido dos “neutros” chega forte ao 2º turno

Pernambuco terá segundo turno para a escolha do prefeito no Recife, Olinda, Caruaru e Jaboatão dos Guararapes

Banda Insânia Banda Insânia  - Foto: Reprodução/Divulgação

Pernambuco realizará 2º turno para a escolha de prefeitos no próximo dia 30 em apenas quatro municípios: Recife, Jaboatão, Caruaru e Olinda. São exatamente os mesmos que têm mais de 200 mil eleitores e onde nenhum dos candidatos obteve mais votos que a soma dos seus adversários para sagrar-se vitorioso no primeiro. No entanto, por causa das peculiaridades da disputa local, nem todos que ficaram no meio do caminho tomaram partido neste 2º turno. No Recife, os ex-candidatos Daniel Coelho, Priscila Krause e Edilson Silva optaram pela neutralidade. Não apóiam Geraldo Júlio nem João Paulo. Em Jaboatão, o prefeito Elias Gomes e o 4º colocado no 1º turno, Cleiton Collins, também não apóiam ninguém. Essa é também a posição em Caruaru do 3º e do 4º colocados, Erick Lessa e Jorge Gomes, respectivamente. E em Olinda os candidatos Izabel Urquisa, Luciana Santos e Teresa Leitão também estão neutros.

Pernambuco terá segundo turno para a escolha do prefeito no Recife, Olinda, Caruaru e Jaboatão dos Guararapes

O 2º turno em Caruaru
Tony Gel (PMDB) largou na frente na 1ª pesquisa do 2º turno realizada pela Datamétrica em Caruaru. Ele tem 54% dos votos válidos, ante 46% da candidata Raquel Lyra (PSDB). Se o PMDB conquistar essa prefeitura, que é a mais importante do interior do Estado, estará devidamente legitimado para pleitear uma vaga no Senado em 2018 para o deputado Jarbas Vasconcelos.

Debate > Anderson Ferreira (PR) e Neco (PDT), os dois finalistas de Jaboatão, enfrentaram-se ontem num debate de rádio. O 1º disse que se o 2º for eleito estará aberto o caminho para “nova intervenção” no município porque ele não teria preparo para geri-lo. Foi chamado de “farsante, mentiroso e leviano”.
Vídeo > João Dória (PSDB), prefeito eleito de São Paulo, gravou vídeo de apoio à reeleição de Geraldo Júlio (PSB) mas até ontem a assessoria do prefeito do Recife não havia recebido o depoimento.
Ibope > Os eleitores do Cabo de Santo Agostinho foram os que primeiro que se definiram no Estado. O Ibope fez uma pesquisa lá em abril, e outra em outubro, e o resultado foi exatamente o mesmo.
Livro > O cientista político Felipe Ferreira Lima vai lançar hoje em Natal o livro “Abuso de poder, igualdade e eleição”. Ele disputou uma vaga de vereador no Recife pelo PPS, mas não se elegeu.
Pacto > A principal tarefa do novo secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia, é salvar o “Pacto pela Vida” que começou a fracassar em 2014. No RJ, o ex-secretário de segurança, José Mariano Beltrame, que pediu demissão esta semana, presenciou o sucesso e o fracasso das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) criadas por ele.

Garra > Do candidato do PSB a prefeito de Olinda, Antonio Campos, num debate de rádio com o seu opositor, Professor Lupércio, que o chama de “forasteiro” porque reside no Recife: “Nunca tive vida fácil. A minha infância foi em Vitória de Santo Antão. Mas nunca perdi a alegria de viver e nem a coragem de lutar”.
Já era > Os “dias de glória” do ex-ministro Joaquim Barbosa ficaram para trás. Ele teve o nome lembrado até para presidente da República após relatar no STF o processo do mensalão. Hoje, distante dos holofotes, virou um simples advogado. Esteve recentemente em Limoeiro para participar de um congresso de Direito e praticamente foi ignorado pela mídia nativa. Que isto sirva de exemplo a Sérgio Moro, o popularíssimo (hoje) juiz da Lava Jato.

 

Veja também

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas
Alerta

Cientistas advertem que particulas do coronavírus no ar podem ser infecciosas

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo

Ministério Público da Bolívia pede prisão de Evo por terrorismo