Partido dos “neutros” chega forte ao 2º turno

Pernambuco terá segundo turno para a escolha do prefeito no Recife, Olinda, Caruaru e Jaboatão dos Guararapes

Banda Insânia Banda Insânia  - Foto: Reprodução/Divulgação

Pernambuco realizará 2º turno para a escolha de prefeitos no próximo dia 30 em apenas quatro municípios: Recife, Jaboatão, Caruaru e Olinda. São exatamente os mesmos que têm mais de 200 mil eleitores e onde nenhum dos candidatos obteve mais votos que a soma dos seus adversários para sagrar-se vitorioso no primeiro. No entanto, por causa das peculiaridades da disputa local, nem todos que ficaram no meio do caminho tomaram partido neste 2º turno. No Recife, os ex-candidatos Daniel Coelho, Priscila Krause e Edilson Silva optaram pela neutralidade. Não apóiam Geraldo Júlio nem João Paulo. Em Jaboatão, o prefeito Elias Gomes e o 4º colocado no 1º turno, Cleiton Collins, também não apóiam ninguém. Essa é também a posição em Caruaru do 3º e do 4º colocados, Erick Lessa e Jorge Gomes, respectivamente. E em Olinda os candidatos Izabel Urquisa, Luciana Santos e Teresa Leitão também estão neutros.

Pernambuco terá segundo turno para a escolha do prefeito no Recife, Olinda, Caruaru e Jaboatão dos Guararapes

O 2º turno em Caruaru
Tony Gel (PMDB) largou na frente na 1ª pesquisa do 2º turno realizada pela Datamétrica em Caruaru. Ele tem 54% dos votos válidos, ante 46% da candidata Raquel Lyra (PSDB). Se o PMDB conquistar essa prefeitura, que é a mais importante do interior do Estado, estará devidamente legitimado para pleitear uma vaga no Senado em 2018 para o deputado Jarbas Vasconcelos.

Debate > Anderson Ferreira (PR) e Neco (PDT), os dois finalistas de Jaboatão, enfrentaram-se ontem num debate de rádio. O 1º disse que se o 2º for eleito estará aberto o caminho para “nova intervenção” no município porque ele não teria preparo para geri-lo. Foi chamado de “farsante, mentiroso e leviano”.
Vídeo > João Dória (PSDB), prefeito eleito de São Paulo, gravou vídeo de apoio à reeleição de Geraldo Júlio (PSB) mas até ontem a assessoria do prefeito do Recife não havia recebido o depoimento.
Ibope > Os eleitores do Cabo de Santo Agostinho foram os que primeiro que se definiram no Estado. O Ibope fez uma pesquisa lá em abril, e outra em outubro, e o resultado foi exatamente o mesmo.
Livro > O cientista político Felipe Ferreira Lima vai lançar hoje em Natal o livro “Abuso de poder, igualdade e eleição”. Ele disputou uma vaga de vereador no Recife pelo PPS, mas não se elegeu.
Pacto > A principal tarefa do novo secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia, é salvar o “Pacto pela Vida” que começou a fracassar em 2014. No RJ, o ex-secretário de segurança, José Mariano Beltrame, que pediu demissão esta semana, presenciou o sucesso e o fracasso das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) criadas por ele.

Garra > Do candidato do PSB a prefeito de Olinda, Antonio Campos, num debate de rádio com o seu opositor, Professor Lupércio, que o chama de “forasteiro” porque reside no Recife: “Nunca tive vida fácil. A minha infância foi em Vitória de Santo Antão. Mas nunca perdi a alegria de viver e nem a coragem de lutar”.
Já era > Os “dias de glória” do ex-ministro Joaquim Barbosa ficaram para trás. Ele teve o nome lembrado até para presidente da República após relatar no STF o processo do mensalão. Hoje, distante dos holofotes, virou um simples advogado. Esteve recentemente em Limoeiro para participar de um congresso de Direito e praticamente foi ignorado pela mídia nativa. Que isto sirva de exemplo a Sérgio Moro, o popularíssimo (hoje) juiz da Lava Jato.

 

Veja também

Pernambuco registra mais 359 casos e oito mortes pela Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra mais 359 casos e oito mortes pela Covid-19

Seca e incêndios sem precedentes causam estragos no centro da América do Sul
Pantanal

Seca e incêndios sem precedentes causam estragos no centro da América do Sul