Passageiros reclamam de atrasos nas linhas de ônibus de Porto de Galinhas

Além da demora no intervalo entre os veículos, usuários denunciam que os ônibus não têm boa qualidade e andam em alta velocidade

Passageiros reclamam das linhas de Porto de GalinhasPassageiros reclamam das linhas de Porto de Galinhas - Foto: Leo Malafaia/Folha de Pernambuco

Com a chegada da alta temporada, Porto de Galinhas, em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife (RMR), tem a expectativa de receber 500 mil turistas, significando um aumento de cinco vezes na população local. Apesar da promessa de praia cheia durante o verão, o acesso ao balneário está mais difícil para turistas, trabalhadores e moradores da região. Segundo reclamações de passageiros, as linhas 191(Nossa Senhora do Ó) e 195 (Opcional), que fazem o trajeto entre o Recife e a praia do Litoral Sul, vêm apresentando atrasos, quebras de coletivos, e a qualidade do serviço da empresa Vera Cruz, responsável pelo atendimento, não corresponde ao valor das passagens.

De acordo com informações coletadas no site do Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT), os dois coletivos deveriam sair a cada hora dos terminais, fazendo um revezamento de intervalo de meia hora entre os ônibus. Na prática, os passageiros afirmam que não funcionam como o combinado. “Eu moro em frente a uma parada de ônibus, em Nossa Senhora do Ó, e já cheguei a esperar mais de uma hora ou hora e meia pelo ônibus. Eles não têm horário fixo. Além disso, tem o problema da acessibilidade e a gratuidade que não existe nessa linha. Idosos e deficientes são obrigados a pegar integração, que dura mais de duas horas para chegar no Recife”, conta a usuária Edilene Barbosa, de 49 anos.

Além dos problemas comuns relacionados ao funcionamento das linhas, Edilene explica que os passageiros temem por acidentes, porque os ônibus andam em alta velocidade. Outra usuária dos coletivos, a dona de casa Luciene Albuquerque, 52, relata que já sofreu um acidente no percurso. “O ônibus tava em alta velocidade e passando por uma curva. Eu caí no colo do cobrador, estava de cirurgia. É muito comum que eles andem em alta velocidade. A gente anda sempre com medo de acontecer alguma coisa”, conta a dona de casa.

De fato, existe uma demanda de reclamações junto ao GRCT. De acordo com o órgão, que é responsável pela fiscalização, a empresa Vera Cruz foi autuada por causa dos atrasos das duas linhas. O Consórcio ainda afirmou que tem “realizado constantes fiscalizações em diferentes pontos do itinerário destas linhas para acompanhar o cumprimento do serviço programado. A ação já tem apresentado resultados positivos quanto à manutenção dos veículos. Neste momento, os ônibus têm enfrentado alguns atrasos devidos aos congestionamentos da BR-101, na altura de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes”, diz a nota.

A Vera Cruz reafirmou a explicação do GRCT, alegando que o descumprimento dos horários é causado por causa das obras na rodovia federal. A transportadora explica também que realiza manutenção periódica e vem renovando a frota para garantir o serviço à população. Além disso, esclareceu que os ônibus possuem tacógrafo, equipamento que permite monitorar alterações na velocidade, condução do veículo e excesso de velocidade. Em decorrência dessas reclamações, a Vera Cruz disse, em nota, que vai procurar fiscalizar e atender às demandas dos usuários.

O Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE) informou que as obras no trecho foram finalizadas nesta terça-feira (18).

Veja também

Primeira pessoa curada do HIV está morrendo de leucemia, diz o parceiro
Mundo

Primeira pessoa curada do HIV está morrendo de leucemia, diz o parceiro

Usar identificação pode salvar a vida do pet
FOLHA PET

Usar identificação pode salvar a vida do pet