Educação e Religião

Pastor André Valadão diz, em vídeo, que fiéis não devem matricular filhos em faculdades 

Valadão ainda associa mulheres com diploma a vagabundas

André ValadãoAndré Valadão - Foto: Reprodução / X

Leia também

• Pastor e ex-conselheiro espiritual de Trump é acusado de abuso sexual de criança

• Depois da UFMG, professores da Universidade Federal de Santa Catarina também terminam greve

• Ministro diz que não pode haver teto de gastos para educação

Não é incomum ouvir uma pessoa conservadora associar maior educação a algo negativo. Nesta quarta-feira (19), o pastor André Valadão usou da mesma estratégia para influenciar pais a não realizarem matrícula de filhos em cursos de graduação. "Acabou sua vida, irmão", disse o líder religioso. 

"Se a faculdade vai acabar com a vida do teu filho, não manda ele para a faculdade...Você criou para quê? Para ele ir para o inferno?", diz o pastor. 

Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o pastor André Valadão chega a dizer que uma mulher com diploma é rodada (expressão usada para difamar mulheres com vida sexual ativa) e doida (expressão capacitista). 

Confira o vídeo:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Folha de Pernambuco (@folhape)

A fala faz parte de uma série de vídeos do pastor nominada "Evangelho Nutella", a nova aposta de comunicação online do pastor da Igreja Batista de Lagoinha. 

A fala que difama a educação formal entra para uma lista de outras declarações polêmicas que o pastor deu em seus vídeos.

Críticas
Gil do Vigor, ex BBB que faz parte da comunidade LGBTQIA+, se revoltou e fez críticas ao discurso de Valadão. 

"Essas pessoas querem manipular vocês. Usam da ignorância para juntar massas e dominar", argumentou o economista que atualmente faz PHD na universidade de Davis, na Califórnia

Nos comentários do próprio vídeo do pastor, a maioria das pessoas está na defesa da educação. 

Nenhuma novidade
Valadão, que já foi apoiador fiel de Jair Bolsonaro, chegou a sugerir a morte de pessoas da comunidade LGBTQIA+, fez comentários gordofóbicos, ofendeu a comunidade judaica e coleciona ataques ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  

Veja também

Homem morto em atentado contra Donald Trump é identificado, diz governador da Pensilvânia
ataque a tiros

Homem morto em atentado contra Donald Trump é identificado, diz governador da Pensilvânia

Serviço Secreto dos EUA nega acusações de que teria recusado proteção adicional para Donald Trump
comício na Pensilvânia

Serviço Secreto dos EUA nega acusações de que teria recusado proteção adicional para Donald Trump

Newsletter