Paul McCartney processa gravadora por direitos autorais dos Beatles

Músico quer recuperar direitos de sucessos como "Yesterday", "Hey Jude" e "Let It Be"

Paul McCartney entrou com processo contra a gravadora SonyPaul McCartney entrou com processo contra a gravadora Sony - Foto: Reprodução/Internet


Paul McCartney entrou com um processo contra a gravadora Sony, nesta quarta-feira (18), para recuperar os direitos autorais dos sucessos que compôs com os Beatles entre os anos de 1962 e 1971. O cantor e compositor se baseou nas modificações na legislação americana sobre os direitos autorais, que permitem recuperar, a partir de 2018, a propriedade das canções escritas por ele em parceria com John Lennon para os Beatles. Entre elas, sucessos como "Let It Be", "Love Me Do", "Can't Buy Me Love", "Ticket to Ride", "Yesterday" e "Hey Jude”.

Resposta da Sony

A gravadora afirmou ter o maior respeito com o músico, mas se disse decepcionada pela decisão que considera desnecessária e prematura, como divulgou o "The Hollywood Reporter". "Trabalhamos próximos durante décadas, tanto com Paul como com os herdeiros de John Lennon, morto há 36 anos, para proteger, preservar e promover o valor dos catálogos. Estamos decepcionados que tenham apresentado esta reivindicação, que achamos que é desnecessária e prematura", declarou a Sony.  

Veja também

Regulador europeu afirma que benefícios da vacina AstraZeneca aumentam com a idade
Vacina contra Covid-19

Regulador europeu afirma que benefícios da vacina AstraZeneca aumentam com a idade

CNM aponta 591 municípios com risco de falta de kit intubação
Saúde

CNM aponta 591 municípios com risco de falta de kit intubação