Boa Viagem

PCR e Associação de Barraqueiros assinam acordo para requalificação dos quiosques

Projeto desenvolvido e proposto pela ABCR ao município prevê a repaginação da Orla e investimentos “pesados” no treinamento e qualificação do atendimento e dos serviços oferecidos nos quiosques

Projeto de quiosque na praia de Boa ViagemProjeto de quiosque na praia de Boa Viagem - Foto: Divulgação

A orla de Boa Viagem, um dos principais cartões postais do Recife, vai ganhar um novo visual. E não apenas isso. Terá uma estrutura moderna para receber a população e o turista de forma organizada e segura. Foi publicado, no Diário Oficial do Recife desta terça-feira (4), o “acordo de cooperação” assinado no último dia 23entre a Prefeitura do Recife (PCR) e a Associação dos Barraqueiros de Coco do Recife (ABCR) para a requalificação dos 60 quiosques localizados no calçadão de uma das orlas mais belas do Brasil. A entidade que representa os quiosqueiros será responsável em captar investimentos, por via de parcerias privadas sem a utilização de recursos públicos. A proposta visa a reforçar a identidade cultural da cidade no produto final – com as cores das sombrinhas de frevo -, bem como agregar a melhoria dos serviços e no atendimento dos 60 quiosques instalados na orla da capital pernambucana.

A orla de Boa Viagem e do Pina voltam a receber uma obra de grande porte depois de 11 anos, quando os quiosques receberam melhorias pela última vez.  O novo empreendimento busca reforçar, ainda, alguns aspectos relativos à segurança, conforto, meio ambiente e requalificação profissional.  O projeto tem a intenção não só de impactar visualmente, como transformar as pessoas que trabalham nos quiosques e a qualificar os serviços e o atendimento ofertado aos frequentadores da orla. 

“É um projeto estruturante e transformacional. Uma grande obra de engenharia, mas também traz um olhar especial sobre as pessoas, tanto as que tiram dali seu sustento como daquelas que fazem desse cartão postal seu ambiente de lazer. Recife merece", destaca o coordenador do projeto, Sérgio de Pinho.

O projeto de requalificação contempla a instalação de uma ducha em cada um dos quiosques, área sombreada e banquetas para dar conforto aos usuários. Luminárias e estruturas reforçadas para garantir a segurança e eliminar os furtos frequentes. Paredes decoradas nas cores que remetem à tradicional sombrinha de frevo pernambucana, firmando identidade com o principal símbolo da cultura pernambucana. A concepção arquitetônica é moderna e o layout interno, mais adequado à operação diária. 

"Será uma obra industrializada, rápida. Cada quiosque deve ficar pronto num intervalo de 15 e 18 dias. A proposta é causar o menor impacto possível ao fluxo cotidiano da orla, de modo que os trabalhos de requalificação convivam harmonicamente com o trânsito, banhistas, ciclistas e pedestres", explica Sérgio, lembrando que serão aplicadas as melhores práticas inclusive, ambientais. A rotina de quem frequenta a praia continua a mesma durante as obras. "O entorno do quiosque vai ser isolado, de modo que a obra evolua sem atrapalhar a vida das pessoas", garantiu.

A revitalização nasce do empenho dos barraqueiros, ao lado dos freqüentadores da orla em geral. Ao longo dos últimos dois anos, foram realizadas reuniões, audiências públicas e assembleias para discutir o melhor formato da parceria. Assim, celebrado o acordo com a PCR, a ABCR inicia a captação de parceiros para tirar a requalificação do papel.

“Há uma importância nisso tudo de que estamos próximos de ter um projeto inovador, que muda todo um conceito do que já foi visto em termos de orla. Além disso, vamos ter, agora sim, um quiosque bonito. Cada um deles vai ter as cores da sobrinha de frevo, que são as cores da bandeira de Pernambuco. Mais do que tudo isso, vamos poder usufruir da melhor maneira um espaço num dos cartõespostais mais bonitos do Brasil. E a cidade do Recife só tem a ganhar com esse novo conceito de orla”, enumerou a presidente da ABCR, Josiane Bezerra.

A vereadora do Recife Aline Mariano (PP) participa da luta pela melhoria dos quiosques nos dois últimos anos. Foi figura constante nas reuniões e um agente importante nas conversas com a Prefeitura. Para a parlamentar, o novo projeto vai mudar a cara da Avenida Boa Viagem. "Trata-e da transformação de um sonho em realidade. Tivemos a imensa alegria e emoção em assinar o acordo de cooperação entre a Prefeitura do Recife e a Associação dos Barraqueiros de Coco (ABCR) para a requalificação dos quiosques da nossa cidade. Daqui para frente, teremos grandes mudanças e um novo conceito de orla, em um dos nossos principais cartões postais”, afirmou a vereadora.

“Conosco, fica a satisfação e o orgulho em ter participado desse projeto, junto com a ABCR, desde o início. A luta foi grande, foram inúmeras audiências públicas, reuniões com os associados, gestores públicos e com a iniciativa privada até chegarmos aqui. Eu sempre digo por onde passo que a política só faz sentido quando é um instrumento de transformação na vida das pessoas”, arrematou.

Para fiscalizar os serviços, a ABCR, a responsável pela obra, contará com o apoio de uma ITA – Instituição Técnica Avaliadora, credenciada junto ao Sinat/Ministério do Desenvolvimento Regional, que fará o monitoramento da qualidade e da evolução da obra. “Precisamos recuperar o status e a imponência da Praia de Boa Viagem como o principal cartão postal do Recife e do ordeste brasileiro – vitrine do nosso turismo interno mas também, internacional”, afirma o executivo coordenador do projeto, Sérgio de Pinho.

A requalificação dos quiosques cria uma grande expectativa, ainda, entre os gestores da Secretaria de Turismo e Esportes da Prefeitura. Um dos aspectos ressaltados pela secretária Ana Paula Vilaça é a importância de se construir uma ligação com a iniciativa privada para ações dessa natureza.

“Os quiosques fazem parte do cenário da nossa orla e são fundamentais tanto para os recifenses como para os visitantes e os turistas. A Praia de Boa Viagem é um dos principais cartões postais da cidade, uma das mais belas praias urbanas do Brasil. E esses equipamentos requalificados vão servir de ponto de apoio para o turista, o visitante e o recifense, que vivem uma verdadeira experiência gastronômica em nossa praia. Então, é de fundamental importância essa parceria com a iniciativa privada para revitalizar esses equipamentos”, comentou Ana Paula Vilaça. 

Para o secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, este é um momento de alegria. "Nós nos reunimos com os quiosqueiros há muito tempo, sempre em busca de uma solução viável para eles e para a cidade. Agora, com esse acordo, o Recife ganhará uma orla ainda mais bonita e os barraqueiros vão ter locais de trabalho mais seguros e com mais conforto para os clientes", disse.

Sebrae e Senac
Está prevista no projeto uma parceria com o Serviço Brasileiro der Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para a realização de um curso de gestão e serviço destinado aos barraqueiros, afim de aprimorar os serviços e o atendimento a serem oferecidos ao público. 

Para isso, foi criado um projeto inédito pelas entidades, o “Orla Massa”. Trinta e quatro cursos e cinco seminários serão oferecidos. Entre as opções, constam aulas de gestão, cozinha do mar, cozinha regional, boas práticas de manipulação de alimentos, preparo de doces e salgados e culinária japonesa. As duas entidades, trabalharam em parceria e desenvolveram juntas um conteúdo “inédito” específico para as necessidades dos quiosqueiros. As inscrições já somam mais de 2.500, que abrange não apenas os proprietários, mas também seus colaboradores que trabalham e atendem na orla. Todos os cursos serão aplicados em paralelo à execução das obras.

“As capacitações realizadas pelo Sebrae terão como foco de trabalho, junto às empresas, os eixos de Empreendedorismo, Gestão da Qualidade, Gestão Financeira, Gestão de Clientes e Cultura da Inovação. Ressaltamos que todas as capacitações em princípio serão on-line, em modelo de oficinas, para que os empresários possam viver experiências em sala de aula e que todos os módulos serão intercalados com capacitações técnicas ofertadas pelo Senac, quer seja na elaboração de drinques, petiscos e novos idiomas, para que o empresário receba formação gerencial e operacional, e ainda fortalecer o turismo local e a cadeia produtiva da região”, destaca Alexandre Alves,  gerente do Sebrae na RMR.

Imagens ilustrativas
Em nota, a Prefeitura do Recife informou que as imagens divulgadas dos quiosques da orla de Boa Viagem são apenas ilustrativas. "A única aprovação feita até agora foi da viabilidade econômica, em que a Prefeitura não terá custos. O projeto arquitetônico dos 60 quiosques ainda será apresentado e a Prefeitura exigirá o cumprimento das características arquitetônicas, históricas e culturais da orla de Boa Viagem", diz a prefeitura. 

Veja também

Academias da Cidade retomaram aulas presenciais
Saúde

Academias da Cidade retomaram aulas presenciais

Sem surpresas, Trump faz de discurso na ONU outro palanque eleitoral para convertidos
internacional

Sem surpresas, Trump faz de discurso na ONU outro palanque eleitoral para convertidos