RMR

PCR realiza atendimento CadÚnico na Zona Oeste do Recife

Ação tem intuito de descentralizar os atentimentos

Central de Atendimento do CadÚnico na PCRCentral de Atendimento do CadÚnico na PCR - Foto: Lú Streithorst/Arquivo PCR

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Juventude e Políticas sobre Drogas (SDSDHJPD), realizará um atendimento descentralizado de inclusão e atualização do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico. 
 
A primeira edição do "CadÚnico nos Bairros" acontecerá em parceria com o Lar Fabiano de Cristo, entidade beneficente localizada na Avenida Afonso Olindense, 1946, no bairro da Várzea. Os atendimentos acontecerão nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro, das 9h às 15h. 
 
O projeto "CadÚnico nos Bairros" tem o intuito de levar os serviços de atualização e inclusão do Cadastro aos bairros que não possuem Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) nas proximidades e, dessa forma, atender de forma mais eficiente à demanda da população. Na ação, as equipes também irão orientar sobre o Programa Bolsa Família. 
 
Para realizar a inscrição no CadÚnico, não é necessário o comparecimento de todos os integrantes do núcleo familiar. O Representante Familiar (RF) pode ser uma pessoa a partir dos 16 anos, que será responsável por levar os respectivos documentos de todas as outras pessoas que moram na casa. 
 
O encarregado pelo núcleo familiar deverá comparecer à entrevista em posse de CPF, ou certidão de nascimento, ou certidão de casamento, ou carteira de identidade (RG), ou carteira de trabalho, ou Título de Eleitor. Lembrando que devem ser levados os documentos de todas as pessoas que moram na mesma casa, independente de vínculos sanguíneos. Outros documentos importantes são: comprovante de endereço; comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Caso não tenha comprovante da escola, pode ser levado o nome da escola de cada criança ou jovem.
 
"É importante ressaltar que qualquer atendimento referente ao Cadastro Único precisa ser feito presencialmente para garantir a legitimidade das informações declaradas. Em Recife, o serviço é realizado na Central de Cadastro Único ou nas 14 unidades do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do município. As pessoas precisam ficar atentas aos links suspeitos que, às vezes, circulam nas redes sociais, solicitando dados pessoais para inclusão ou atualização do CadÚnico", reforça Ana Rita Suassuna, secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife. 


Podem se inscrever no CadÚnico famílias ou pessoas que moram sozinhas, contanto que atendam aos seguintes requisitos: 1) somando o salário de todas as pessoas da família e dividindo pelo número de membros da família (renda per capita), o valor for de até R$ 522,50 (metade do salário mínimo) por mês; ou 2)  a soma dos salários de todas as pessoas da família for de até R$ 3.135,00 (três vezes o salário mínimo); ou 3) estiverem em situação de rua, seja uma pessoa sozinha em situação de rua ou uma família em situação de rua. 
 
O Cadastro Único para Programas Sociais é um banco de dados que reúne informações sobre quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Apesar de ser criado e gerenciado pelo Governo Federal, o CadÚnico é atualizado pelas prefeituras. Ao se inscrever ou atualizar seus dados no Cadastro Único, o cidadão pode tentar participar de vários programas sociais. Cada programa tem uma exigência diferente, mas o primeiro passo é ter sempre a inscrição no CadÚnico atualizada. 
 
SERVIÇO
O quê: Inclusão e atualização do CadÚnico para residentes no Recife  (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal)
Quando: 24, 25 e 26 de fevereiro. Das 9h às 15h
Onde: Lar Fabiano de Cristo - Av. Afonso Olindense, nº 1946, Várzea.

Veja também

Veja como foi a primeira noite com medidas restritivas mais rígidas em Pernambuco
DECRETO

Veja como foi a primeira noite com medidas restritivas mais rígidas em Pernambuco

Petrolina atinge 95% de ocupação em leitos de UTI, e prefeito faz apelo
SERTÃO

Petrolina atinge 95% de ocupação nas UTIs, e prefeito faz apelo