PE realiza primeira audiência por videoconferência com detento

De acordo com o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, a iniciativa deve agilizar muitos processos

Demóstenes Meira (PTB), prefeito afastado de CamaragibeDemóstenes Meira (PTB), prefeito afastado de Camaragibe - Foto: Felipe Ribeiro/Arquivo Folha

A primeira ouvida de um detento por videoconferência do Estado acontece na tarde desta sexta-feira (18), no Complexo Prisional do Curado, que abriga mais de 7 mil enclausurados, embora tenha capacidade para 1,8 mil. De acordo com o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, a iniciativa deve agilizar muitos processos.

"São cerca de 500 ouvidas diárias. Ao todo, 500 homens precisam ir aos fóruns e acaba movimentando muitas equipes. Agora, o juiz decidindo que o preso será ouvido por videoconferência nós vamos dar mais agilidade aos processos", comentou o secretário.

Ainda de acordo com Pedro Eurico, essa é uma decisão que foi acordada por todos os órgãos interligados ao Pacto Pela Vida (Ministério Público de Pernambuco e Defensoria Pública, por exemplo). Apesar disso, além da ouvida desta sexta, apenas outras duas audiências estão marcadas para este mês, uma no dia 24 e outra no dia 25.

Veja também

Fernando de Noronha volta a registrar transmissão comunitária de Covid-19
Coronavírus

Fernando de Noronha volta a registrar transmissão comunitária de Covid-19

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco
Folha de Pernambuco

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco