Pentatleta pernambucana faz campanha para competir

Priscila Oliveira precisa participar de eventos que pontuam no ranking classificatório para a Olimpíada de 2020

Priscila Oliveira, pentatleta pernambucanaPriscila Oliveira, pentatleta pernambucana - Foto: Jose Britto/Folha de Pernambuco

Com mais de uma década de dedicação ao pentatlo moderno, a pernambucana Priscila Oliveira, de 30 anos, está travando uma corrida contra o tempo para tentar participar de eventos que contem pontos no ranking olímpico que definirá os classificados para os Jogos de Tóquio, no ano que vem. Medalhista de bronze no revezamento feminino nos Jogos Pan-Americanos, recentemente, ela precisa estar presente em dois importantes campeonatos neste mês, o Open da Polônia, entre os dias 12 e 15, e o Open do Quirguistão, de 26 a 30 de setembro. Atleta do Time PE, programa de auxílio esportivo do Governo do Estado, ela garantiu através desse benefício e de um outro parceiro as passagens aéreas.

Falta, contudo, verba para as inscrições em ambos os eventos, além de hospedagens, alimentação e demais custos eventuais durante o período em que estiver viajando. Por isso, recorreu a uma Vakinha na internet. A meta é levantar R$ 8 mil até o próximo dia 8, data de encerramento da campanha, que está no ar na página vakinha.com.br (aqui). Para conseguir a classificação aos Jogos de Tóquio, Priscila precisa estar entre as 40 primeiras colocadas do ranking olímpico do pentatlo moderno ao encerramento das seletivas, em junho de 2020. No momento, ela ocupa a 26ª posição. “É importante seguir pontuando para me manter na zona de classificação”, disse ela.

Veja também

Bolívia propõe perdão da dívida externa diante da crise
Coronavírus

Bolívia propõe perdão da dívida externa diante da crise

Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz

Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz