Permanece hospitalizado suspeito de investida contra bancos no Cabo

Jovem potiguar de 22 anos passou por cirurgia no braço

Equipe da SDS detalha explosão de caixas no CaboEquipe da SDS detalha explosão de caixas no Cabo - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Permanece hospitalizado o décimo suspeito da tentativa de assalto a bancos na
madrugada desse quinta-feira (2), no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Ailton Maciel de Oliveira, 22, natural do Rio Grande do Norte, passou por cirurgia no braço no Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo, onde segue internado, custodiado
por policiais da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam).

A Polícia Militar de Pernambuco confirma que, quando o suspeito receber alta médica, será encaminhado para a delegacia e a justiça, para ser encaminhado ao presídio, "possivelmente para onde estão os outros integrantes capturados."

Além do suspeito hospitalizado, a investida no Cabo acabou com cinco suspeitos mortos e quatros presos. A quarta prisão, de um ex-presidiário de 34 anos que portava uma espingarda calibre 12 e sete munições intactas. ocorreu no fim da tarde dessa quinta. Ele foi achado quando o Gati fazia uma varredura no engenho Caraúna, no município de Moreno, escondido sob palhas.

A Polícia Civil de Pernambuco disse que a quadrilha é interestadual com participação de criminosos de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Acre. "A investida em Pernambuco novamente foi frustrada. As equipes chegaram a tempo e os criminosos só tiveram acesso à tesouraria de ambos os bancos, não ao numerário. Eles agora estão descapitalizados e sem o farto armamento", afirmou o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle.

Na investida, os criminosos chegaram a invadir uma residência e fazer 10 pessoas reféns ao tentarem assaltar a agência do banco Itaú da cidade. Um mototaxista que passava pelo local se recusou a parar foi baleado na perna.

Para dificultar a ação da polícia, o bando deixou um ônibus atravessado na antiga BR-101, paralela à avenida Getúlio Vargas, onde ficam agências bancárias. As agências do Itaú, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal amanheceram com as vidraças quebradas. Em frente ao banco Itaú, foram encontrados blocos que podem ser explosivos.

Peritos do Instituto de Criminalística informaram que nada foi levado da Caixa Econômica Federal. Do Banco do Brasil e do Itaú, foram levados, apenas, moedas. A quantia não foi informada.

Um dos reféns informou que a ação foi cinematográfica. Os criminosos pediram para que as vítimas fizessem um "escudo humano" e gritassem, no meio da pista, que eram reféns. O objetivo era que a polícia não atirasse nos criminosos. Após a ação, as vítimas foram levadas, no capô dos carros e obrigadas a descer em um trecho da BR-101 e correr para dentro do canavial.

Na perseguição, a polícia usou helicópteros. Os suspeitos estavam em um assentamento em Moreno quando foram alcançados pelos policiais.

Veja também

Anvisa autoriza o uso emergencial de medicamento contra a Covid-19 em casos leves e moderados
Pandemia

Anvisa autoriza o uso emergencial de medicamento contra a Covid-19 em casos leves e moderados

Carreata pede vacinação já contra a Covid-19 para as pessoas com deficiência em Pernambuco
CORONAVIRUS

Carreata pede vacinação já contra a Covid-19 para as pessoas com deficiência em Pernambuco