Pernambucanos voltam a brilhar no Parapan de Lima

Phelipe Rodrigues, Sandro Varelo e Jenifer Martins subiram mais uma vez no pódio neste quinto dia de competições

Phelipe Rodrigues teve mais um dia inspirado na nataçãoPhelipe Rodrigues teve mais um dia inspirado na natação - Foto: Ale Cabral/CPB

Modalidade que mais contribuiu com medalhas para o Brasil, o atletismo encerrou a sua janela de disputas nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, nesta quarta-feira, tendo mais um dia cheio de atletas nacionais no pódio. Os pernambucanos Sandro Varelo, no arremesso de peso, e Jenifer Martins, no salto em distância, voltaram a brilhar ao faturar bronze e prata, respectivamente. O quinto dia de disputas no Peru também rendeu mais conquista para outro competidor do Estado, o nadador Phelipe Rodrigues, que já havia faturado dois ouros. Até a conclusão deste texto, o Brasil somava 73 ouros, 61 pratas e 56 bronzes, seguido dos Estados Unidos - 49 ouros, 44 pratas e 42 bronzes - e do México, com 37 ouros, 37 pratas e 34 bronzes.

Leia também:
Parapan: pernambucana brilha, e Brasil amplia liderança
Brasil mantém a liderança no quadro de medalhas do Parapan de Lima
Parapan: pernambucanos ajudam a alavancar Brasil
Brasil começa voando baixo no Parapan de Lima

Ninguém conquistou mais medalhas que o Brasil no atletismo. Assim como ocorreu no tênis de mesa e no judô, o País encerrou as disputa da modalidade em primeiro lugar. Os brasileiros somaram 81 medalhas, sendo 33 de ouro, 25 de prata e 23 de bronze. Os Estados Unidos faturaram 66 pódios: 25 títulos, 26 vices e 15 terceiros lugares. O bronze conquistado por Sandro Varelo no arremesso de peso foi o seu segundo pódio neste Parapan - antes, ele levou ouro no lançamento de dardo da classe F55. Para estabelecer o feito, resgistrou a marca de 8m82. Jenifer, que já havia alcançado o terceiro lugar nos 100 metros da classe T38, cravou a segunda melhor marca no salto em distância, com 4m06. Ela só foi superada pela norte-americana Jaleen Roberts (4m68).

Na natação, Phelipe Rodrigues foi mais uma vez soberano em uma prova individual. Ele conquistou a sua terceira medalha de ouro neste Parapan ao vencer os 50 metros livre, classe S10. O pernambucano finalizou a prova em 23s70, seguido pelos norte-americanos Jamal Hill (26s10) e Tye Dutcher (26s50). Quem também se deu bem em Lima nesta quarta-feira foi o multicampeão Daniel Dias. Com a vitórias nos 100 metros livre, categoria S5, o brasileiro, o maior nome do esporte paralímpico do País e maior vencedor do evento, alcançou a impressionante marca de 30 pódios na história da competição. Em seu quarto Parapan, o paulista terminou a prova com 1m11s88. A prata ficou com o colombiano Miguen Roncon (1min28s02) e o bronze foi para o seu compatriota David Quintana (1min30s85).

Nesta quinta-feira, a outra representante do Estado na natação, Maria Carolina Santiago vai em busca de mais medalhas. Ela, que já faturou ouro nos 100 metros costas, compete agora nos 400 metros livre S13 (S12) e nos 50 metros livre S12. Phelipe também participa dos 100 metros borboleta, classe S10.

Com os Jogos Parapan-Americanos de Lima na reta final, 13% dos atletas da delegação brasileira ainda terão a oportunidade de exibir seu talento nas canchas peruanas pela primeira vez. Nesta quinta-feira, haverá a estreia de três importantes modalidades neste que será o sexto dia de competições: badminton, halterofilismo e bocha. O Brasil veio para Lima com 337 atletas, e as três modalidades juntas trouxeram 46 competidores.

Vôlei sentado

Outro resultado importante conquistado pelo Brasil nesta quarta-feira ocorreu no vôlei sentado masculino. Na decisão contra os Estados Unidos, o time venceu com tranquilidade, por 3 sets a 0, faturou ouro e garantiu vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020.

Veja também

Ministério da Saúde fecha acordo com governo de SP para compra de 46 milhões de doses da Coronavac
Coronavírus

Ministério da Saúde fecha acordo com governo de SP para compra de 46 milhões de doses da Coronavac

Ministério da Saúde anuncia que vai incorporar vacina chinesa em calendário nacional
Coronavírus

Ministério da Saúde anuncia que vai incorporar vacina chinesa em calendário nacional