vacinação

Pernambuco autoriza segunda dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em idosos acima dos 65 anos

Os municípios pernambucanos já podem inserir em suas estratégias locais a vacinação deste público

Vacina da PfizerVacina da Pfizer - Foto: Patrick T. Fallon / AFP

Pernambuco autorizou a aplicação da segunda dose de reforço (também chamada de quarta dose) da vacina contra a Covid-19 em idosos acima dos 65 anos que receberam a primeira dose de reforço há quatro meses.

A informação foi divulgada no início da tarde nesta sexta-feira (25) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) após reunião com o Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação, representantes municipais e Comissão Intergestores Bipartite (CIB), no Recife.

Segundo a SES-PE, mais de 600 mil (654.654) pessoas já receberam a primeira imunização de reforço em Pernambuco, considerando a faixa etária acima dos 65 anos. A chamada 4ª dose deve ser aplicada passados quatro meses do primeiro reforço. 

“O avanço na faixa etária, neste momento, é importantíssimo diante do chamado envelhecimento do sistema imunológico, tendo em vista que a grande maioria da população idosa já contabiliza mais de quatro meses do recebimento da sua dose de reforço", comentou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O calendário de início das aplicação ficará a cargo de cada município, que será responsável por definir estratégias locais de vacinação para deste público.

Segundo a SES, o Estado seguirá a recomendação técnica do Ministério da Saúde, que estabelece que a aplicação da segunda dose de reforço deve ser feita com os imunizantes da Janssen, Astrazeneca/Fiocruz e Pfizer/BioNTech.

"O cenário de circulação viral em Pernambuco se constituir de maneira bastante positiva, com taxa média de ocupação de leitos abaixo dos 40% em nossas unidades e taxa de positividade para novos casos girando entre 5 e 6%. Mesmo com esses números, não podemos nos descuidar na proteção dos pernambucanos”, observou Longo.

A superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo, informou que a população estimada com 65 anos ou mais é de 872.823 em Pernambuco e que este público já passou da marca dos 70% de cobertura vacinal contra a Covid-19.

"Porém, precisamos manter os esforços para aumentar essas taxas de coberturas, oportunizando a proteção de forma adequada e em tempo oportuno, evitando bolsões de pessoas com esquemas incompletos e vulneráveis a doença, sendo que este grupo é um dos que apresentam maior risco para agravamento e óbito”, afirmou Ana Catarina. 

A superintendente também informou que haverá checagem da situação vacinal dos idosos, tanto para Covid-19 quanto para influenza, durante a Campanha Nacional contra Influenza 2022, que terá início em 4 de abril.

“A campanha de vacinação contra a gripe, contemplará, neste primeiro mês, o público formado por idosos e profissionais de saúde. Reforçamos com os gestores municipais a importância de fazer a checagem da situação vacinal contra a Covid-19 deste idoso no momento da proteção contra a influenza, aproveitando a ida deste ao serviço de saúde e protegê-lo de forma simultânea”, completou.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid