Vacinação

Pernambuco autoriza segunda dose de reforço contra a Covid-19 para adultos em abrigos

Estado recomenta também a imunização de todas pessoas acima dos seis meses de idade contra a Influenza

Vacinação contra CovidVacinação contra Covid - Foto: Ikamahã Lopes/Sesau-PCR

O Governo de Pernambuco autorizou a aplicação da segunda dose de reforço (a quarta dose) contra a Covid-19 em adultos que, devido às fortes chuvas que atingem o Estado desde o mês de maio, estão em abrigos. 

Podem ser vacinados adultos acima dos 18 anos, que estão com o esquema vacinal completo e que receberam a primeira dose de reforço (tercera dosagem) há pelo mesmo quatro meses. Serão utilizadas nessas aplicações os imunizantes da Pfizer, Astrazeneca/Fiocruz ou Janssen, conforme a orientação do Ministério da Saúde (MS). 

Na segunda-feira (6) Pernambuco amplou a 2ª dose de reforço contra a Covid-19 para pessoas acima de 50 anos e trabalhadores da saúde de qualquer idade. 

A superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo explica que a inciativa busca garantir a proteção contra o vírus e prevenir a disceminação nesses ambientes coletivos como os abrigos. 

 "Em situações de emergência como essa, é necessário que todas as medidas sejam tomadas a fim de reduzir as chances de transmissão da doença, especialmente, pelas condições de vulnerabilidade da população. Já encaminhamos nota técnica aos municípios autorizando que usem as doses disponíves, de acordo com a necessidade de cada cidade", afirmou. 

Influenza, Hepatite B e Tétano 

A recomendação também é a de que todas as pessoas acimas de seis meses sejam vacindas contra o vírus da influenza. A vacina visa a proteção contra as cepas H1N1, H3N2, incluindo a cepa Darwin, e tipo B. 

"Ampliamos o público para atender além dos grupos prioritários que foram definidos pelo Ministério da Saúde para a campanha nacional. Não podemos esquecer que vivenciamos, entre a segunda quinzena de dezembro do ano passado e a primeira quinzena de janeiro deste ano, uma forte epidemia de influenza em Pernambuco e todos os esforços são necessários para reduzir o número de adoecimentos", afirma, Ana Catarina.  

O Estado recomentou ainda que seja vericada a atualização da vacinação para Hepatite BDupla tipo adulto (dT), para evitar casos de tétano, de todas as pessoas desabrigadas, profissionais de saúde ou socorristas, devido à  possibilidade de contato com sangue. 
 

Veja também

Ex-presidente paraguaio Lugo segue hospitalizado em situação 'estável' após sofrer derrame
Saúde

Ex-presidente paraguaio Lugo segue hospitalizado em situação 'estável' após sofrer derrame

Petro propõe ampliar legalização da maconha na Colômbia
Cannabis

Petro propõe ampliar legalização da maconha na Colômbia