A-A+

Pandemia

Pernambuco diz não haver registro de infecções locais com a variante Delta

Casos identificados no Estado são considerados importados

Coronavírus Sars-CoV-2Coronavírus Sars-CoV-2 - Foto: Pixabay

Nesta semana, o Brasil notificou uma série de novos casos de infecção pela variante Delta do novo coronavírus, que é até 60% mais transmissível do que a cepa original do Sars-CoV-2 e tem despertado preocupação em todo o mundo. 

Pernambuco possui dois registros confirmados dessa variante no Estado, mas ambos são considerados casos importados, já que os pacientes são tripulantes de um navio de bandeira cipriana que está atracado no Recife. 

Um paciente já teve alta hospitalar, enquanto o outro segue internado em uma enfermaria de unidade de saúde privada, com quadro estável. 

Um terceiro tripulante, também com Covid-19, foi encaminhado para UTI, mas faleceu. O corpo dele foi acondicionado em condições especiais e cremado nesta quinta-feira (22). 

Embora a amostra dele não tenha tido êxito no sequenciamento genético, é considerada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) como também sendo da Delta, pelo contato tido com os outros dois infectados. 

Uma profissional de saúde que teve contato com os pacientes testou positivo para a Covid-19, mas foi assintomática. Existe uma expectativa pelo resultado do sequenciamento genético da amostra dela, que pode sair nesta sexta-feira (23). 

De acordo com o titular da SES-PE, André Longo, não é certo que esse processo traga respostas, uma vez que o sucesso do sequenciamento depende da quantidade de carga viral contida na amostra coletada. 

Longo disse ainda que 40 pessoas que tiveram contato com a profissional ou com os tripulantes do navio Shoveler estão sendo monitoradas. Até o momento, 38 testaram negativo para a Covid-19 e duas pessoas ainda aguardam o resultado do exame.

Esse protocolo de testagem é o modelo que a SES-PE espera adotar no Estado no intuito de evitar a propagação de variantes do vírus que possam despertar novas ondas de infecção, assim como aconteceu com a Gama (P.1).  

"Não vamos mais aguardar a distribuição (de testes) do Governo Federal, que não tem atingido a meta de entregas a contento. O Governo de Pernambuco vai fazer a aquisição de mais de 1.4 mihão de testes (rápidos de antígeno) para distribuir entre os municípios para diagnóstico rápido e ferramenta de monitoramento”, disse o titular da SES-PE, André Longo. 

"Não há nenhum caso da variante Delta entre pernambucanos. Mas, mesmo que não haja a Delta ainda, precisamos trabalhar uma ampliação do processo de testagem. Queremos que todos os sintomáticos e contatos de sintomáticos sejam testados”, completou. 

Veja também

Lava do vulcão nas Ilhas Canárias desce lentamente para o mar
La Cumbre Vieja

Lava do vulcão nas Ilhas Canárias desce lentamente para o mar

Quem ajuda a África na batalha pelas vacinas? Continente tem apenas 3,6% de imunizados
Pandemia

Quem ajuda a África na batalha pelas vacinas? Continente tem apenas 3,6% de imunizados