SAÚDE AMBIENTAL

Pernambuco ganha laboratório de análise mais moderno para fiscalizar qualidade hídrica no Estado

Com um investimento de R$ 5,3 milhões, o novo laboratório vai tornar o processo de monitoramento das águas mais exato

Laboratório de Análise Ambiental Professor Audacto da Silva TeixeiraLaboratório de Análise Ambiental Professor Audacto da Silva Teixeira - Foto: Melissa Fernandes/Folha de Pernambuco

O Governo de Pernambuco inaugurou o novo Laboratório de Análise Ambiental Professor Audacto da Silva Teixeira nesta terça-feira (8), no Recife. O espaço, localizado no bairro de Dois Irmãos, na Zona Norte da capital pernambucana, vai pesquisar e fiscalizar as águas e serviços hídricos de rios e praias de todo o Estado com equipamentos mais modernos, tendo com meta a implementação do desenvolvimento sustentável em Pernambuco.

Com um investimento de R$ 5,3 milhões, o novo laboratório vai tornar o processo de monitoramento das águas mais exato, além de também ser uma nova fonte de receita.

“Esse laboratório é feito dentro das normas internacionais, garantindo que ele possa ser acreditado e certificador de outros laboratórios, podendo prestar serviços para empresas e também para municípios, sendo mais uma fonte de receita da nossa agência ambiental”, afirmou o secretário de Meio ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti.

De acordo com o governador do Estado, Paulo Câmara, o local está equipado para dar respostas rápidas e atuar na regularização dos recursos como uma maneira de garantir os recursos hídricos à população. 

“Essa questão ambiental, do controle da poluição e das questões de recursos hídricos precisam de ferramentas e equipamentos, além de uma estruturação como a que foi feita agora. Este laboratório vai cumprir a sua missão de dar informações necessárias dentro do rigor, para que todos os empreendimentos e ações em Pernambuco tenham toda a segurança”, afirmou o governador.

Apesar de ter sido inaugurado nesta terça-feira (8), o trabalho que será realizado no laboratório foi iniciado há 46 anos como uma ação para analisar os despejos das usinas nos rios e a Agência Estadual de Meio-Ambiente (CPRH), surgiu a partir desse trabalho. 

Por isso, para o presidente do CPRH, Djalma Paes, a inauguração do ambiente é como “dar uma casa definitiva” a um trabalho essencial para a população. “Essa análise serve de instrumento para que os municípios possam tomar providências pensando na saúde pública da população. Elas são importantes para instruir, o que fazer para resolver o problema. O laboratório tem a função de instruir para que a gente possa prestar um serviço de maior qualidade”, falou ele.

Laboratório de Análise Ambiental Professor Audacto da Silva TeixeiraLaboratório de Análise Ambiental Professor Audacto da Silva Teixeira - Foto: Melissa Fernandes/Folha de Pernambuco

 

Veja também

Aborto: entenda o projeto de lei que equipara aborto legal a homicídio no Brasil
Brasil

Entenda em 3 pontos o projeto de lei que equipara aborto legal a homicídio no Brasil

ONU alerta que faltam 'muitas questões a resolver' antes da COP29
COP29

ONU alerta que faltam 'muitas questões a resolver' antes da COP29

Newsletter