Coronavírus

Pernambuco já realizou 2 milhões de exames para detecção da Covid-19

Nesta semana, Governo do Estado vai enviar 82,2 mil testes rápidos de antígeno para os municípios e para hospitais de referência

Teste de Covid-19Teste de Covid-19 - Foto: Divulgação

Pernambuco ultrapassou, neste domingo (20), a marca dos 2 milhões de exames para a detecção do novo coronavírus realizados no Estado. Ao todo, foram feitos ao longo da pandemia 2.002.108 testes, entre os de biologia molecular (RT-PCR), testes rápidos de anticorpos, sorologias e, mais recentemente, testes rápidos de antígeno. 

Dos 954.243 exames de RT-PCR realizados, 708.640 (74,2%) foram processados no Sistema Único de Saúde (SUS), seja no Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) e nas unidades parceiras, ou conveniadas à rede pública estadual. O exame de biologia molecular é considerado pelos especialistas como um dos procedimentos padrão ouro, por detectar a atividade viral em sua fase aguda, ou seja, quando há maior capacidade de transmissibilidade.  

"Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Secretaria Estadual de Saúde, por determinação do governador Paulo Câmara, tem investido fortemente na oferta de exames para detecção da Covid-19. Para fazer um comparativo da ampliação, saímos de uma capacidade de processamento semanal de 770 testes no Lacen no início da pandemia para 21 mil nos últimos meses. Modernizamos a infraestrutura do nosso Laboratório Central, reforçamos a rede com mais de 10 mil profissionais para absorver a demanda crescente e ampliamos a possibilidade de realização do exame para todas as pessoas com sintomas sugestivos da Covid-19, independente de casos leves ou graves, além dos contatos de casos confirmados. Somente com a vigilância adequada do vírus, conseguimos monitorar e combater a disseminação da Covid-19 em Pernambuco", pontua o secretário estadual de Saúde, André Longo. 

Outra frente de vigilância do vírus no Estado tem sido os testes de antígeno, opções eficientes para detecções oportunas e em grande escala de infecções ativas pela Covid-19. Assim como os de biologia molecular, esse tipo de exame também detecta a presença do vírus na fase mais aguda da doença, possuindo a vantagem de ter um tempo de resultado muito menor, de aproximadamente 20 minutos, desde a coleta até a entrega do resultado. Até este domingo (20), a rede pública de Pernambuco já havia realizado 16.579 testes rápidos de antígeno. 

Nos próximos dias, o Governo de Pernambuco vai distribuir 82,2 mil testes de antígeno na rede de atenção à saúde. Deste total, 70 mil serão destinadas para 62 cidades pernambucanas, localizadas nas II, IV, V, VI, VII, X e XI Gerências Regionais de Saúde (Geres), que estão com a maior representatividade de ocorrência de casos ativos do novo coronavírus. "Essa iniciativa é fundamental para a interrupção das cadeias de transmissão do coronavírus, fortalecendo a testagem e a busca dos contactantes dos casos positivos. Nós temos, inclusive, um processo para aquisição de mais 500 mil testes rápidos de antígeno para dotar os municípios dessa detecção mais rápida da presença do vírus para buscar o isolamento e evitar que haja um aumento da contaminação", ressalta Longo.

Veja também

Inscrições para o Fies do segundo semestre começam nesta terça (27)
ENSINO SUPERIOR

Inscrições para o Fies do segundo semestre começam nesta terça (27)

Kombi pega fogo em posto de gasolina na PE-15, em Olinda
Susto

Kombi pega fogo em posto de gasolina na PE-15, em Olinda