Pernambuco lidera número de transplantes de coração, rim, rim/pâncreas e medula óssea no Norte-Norde

Apesar da liderança, mais de 1.200 pessoas ainda aguardam na fila de espera

Jarbas Vasconcelos recebe apoioJarbas Vasconcelos recebe apoio - Foto: Divulgação

Entre os meses de janeiro e setembro, Pernambuco foi o estado que realizou o maior número de transplantes de coração, rim, rim/pâncreas e medula óssea entre todos os que compõem as regiões Norte e Nordeste, de acordo com o boletim da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO).

Apesar do destaque, a Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE) reforça que o número desses órgãos e tecido é baixo. Apenas o rim/pâncreas teve crescimento no número de transplantes em relação a 2015, que passou de 2, em 2015, para 6 em 2016. O coração foi o órgão que teve a maior queda - de 36 em 2015 para 28 em 2016. Transplantes de rim também caíram de 254 para 202 no mesmo período, e a medula óssea, de 172 para 150.

De acordo com a CT, é necessário contar com a ajuda das famílias dos doadores para que mais vidas sejam salvas. Os profissionais de saúde também podem contribuir identificando precocemente os possíveis doadores e oferecendo informações para que suas famílias se sintam seguras para realizar a doação dos órgãos.

Desde janeiro até setembro, o Estado realizou 1.062 transplantes de órgãos e tecidos, um aumento de quase 10% em relação ao mesmo período de 2015, que registrou 972 procedimentos. O crescimento desse tipo de cirurgia se deve ao aumento dos transplantes de córnea, que passaram de 416, em 2015, para 592 em 2016. Pernambuco registra 14,84 doadores por milhão de população, número um pouco acima da média nacional, que é 14,4, mas é menor que o de 2015, de 18,22.

Apesar do número de doadores expressivo, 1.215 pessoas ainda aguardam na fila de espera. Dessas, mais da metade, 811, aguardam um rim. A córnea vem em seguida, com uma fila de 273 pessoas. O fígado é aguardado por 92 pessoas; a medula óssea por 22; o coração por 16; e o rim-pâncreas por uma.

Veja também

Histórico do papa sugere cautela ao pintá-lo como símbolo da defesa dos LGBTI
Vaticano

Histórico do papa sugere cautela ao pintá-lo como símbolo da defesa dos LGBTI

Traficantes de fósseis encontrados no Ceará são alvo de operação da PF
Investigação

Traficantes de fósseis encontrados no Ceará são alvo de operação da PF