População

Pernambuco mantém menor índice de mortalidade infantil do Nordeste

Segundo o IBGE, o Estado ainda tem a nona menor taxa do País

Recém-nascidoRecém-nascido - Foto: Bata Stojanovic/Pixabay

A cada mil nascidos vivos em Pernambuco em 2019, 11,4 não conseguiram completar um ano de vida. O resultado posiciona o Estado com a menor taxa do Nordeste e a nona mais baixa do País. 

O levantamento faz parte de dados da Tábua da Mortalidade, divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os números de Pernambuco são inferiores à média nacional em 2019. No ano passado, no País, 11,9 óbitos de bebês de até um ano foram registrados a cada mil nascidos vivos. 
 

A taxa de mortalidade infantil é menor entre os bebês pernambucanos do sexo feminino (10,2 por mil) em comparação aos do sexo masculino (12,4 por mil). 

Entre as razões históricas para a queda da mortalidade infantil ao longo dos anos, aponta o IBGE,  estão a atenção ao pré-natal, campanhas de vacinação em massa, aleitamento materno, a presença de agentes comunitários de saúde e programas de nutrição infantil.

Outros fatores também contribuíram para a diminuição do nível da mortalidade como aumento da renda, aumento da escolaridade e aumento na proporção de domicílios com saneamento adequado. 

“Todas as mudanças históricas combinadas estão associadas à forte queda observada da mortalidade nacional e em todos os estados”, pontua Marcelo Dantas, demógrafo do IBGE em Pernambuco. 

Veja os índices de todos os Estados e a média nacional no gráfico:

Taxas de mortalidade infantil no Brasil em 2019Taxas de mortalidade infantil no Brasil em 2019 (Gráfico: Divulgação/IBGE)

Veja também

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

EUA supera 25 milhões de casos de Covid-19

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA
Mundo

Encontrados 19 corpos carbonizados na fronteira México-EUA