Pernambuco prepara mais maternidades para atender grávidas e recém-nascidos com Covid-19

Hospitais Agamenon Magalhães (HAM), na Zona Norte do Recife, e Barão de Lucena (HBL), na Zona Oeste da Capital, estão sendo organizados para atender estes pacientes

BebêBebê - Foto: Pixabay

As maternidades dos hospitais Agamenon Magalhães (HAM), na Zona Norte do Recife, e Barão de Lucena (HBL), na Zona Oeste da Capital, estão se preparando para atender grávidas e recém-nascidos com Covid-19. A informação foi divulgada ontem pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva pela internet. Até então, apenas o Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira (Imip), no Centro, é referência para esta parcela da população.

“Não sabemos quando a doença vai se manifestar em uma gestante. Ela pode internar para fazer um parto, sem sintomas, e desenvolver a doença durante o internamento em uma dessas unidades. É fato que não tínhamos maiores elementos que constituíssem casos de maior gravidade em gestantes pela observação internacional, mas o comportamento do vírus, por ser uma doença nova, tem um dinamismo muito grande”, disse Longo.

Leia também:
Pernambuco se aproxima de aceleração descontrolada da Covid-19
Pernambuco tem 51 profissionais de saúde com coronavírus
Pernambuco prorroga fechamento de praias e parques


De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, as evidências até aqui não apontavam um risco aumentado para grávidas em relação ao novo coronavírus. “Recentemente, apenas com a observação de alguns casos entre gestantes se identificou que gestações de alto risco e mulheres que tiveram bebê, ou seja, no puerpério, deveriam fazer parte do grupo de risco e portanto merecem um olhar mais de perto”, comentou também na coletiva on-line.

O chefe do setor de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), Demetrius Montenegro, ressalta que por um grupo etário ou com comorbidades ter maior chance de adoecer e ter complicação de Covidß19 não quer dizer que outras pessoas não venham a ter uma evolução com maior gravidade. “Daí a importância de todos se precaverem para que isso não aconteça e tomar as medidas de isolamento”, falou.

Primeira morte
A fisioterapeuta Viviane Albuquerque, gestante de 31 semanas, morreu na noite do último domingo (5), vítima de Covid-19. Este é o primeiro óbito de gestante com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causada pelo novo coronavírus em Pernambuco. O bebê foi retirado em procedimento cesariano também no domingo e está internado na UTI de um hospital particular do Recife.


Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Ministério Público denuncia homem preso por furto de bicicleta no Leblon
Crime

Ministério Público denuncia homem preso por furto de bicicleta no Leblon

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa
Economia

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa