Vacina

Pernambuco receberá 62 mil doses da vacina da Janssen contra a Covid-19

Lote deve chegar até o fim de semana, mas o Ministério da Saúde ainda não estipulou a data

Vacina contra a Covid desenvolvida pela empresa Janssen, braço farmacêutico da Johnson & JohnsonVacina contra a Covid desenvolvida pela empresa Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson - Foto: Frederic J. Brown/AFP

Após a chegada no Brasil de 1,5 milhão de doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, Pernambuco aguarda o recebimento do primeiro lote do imunizante ainda nesta semana, embora o Ministério da Saúde não tenha precisado a data na qual as entregas aos estados serão realizadas. 

Segundo o titular da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), a remessa que virá a Pernambuco terá 62.250 mil doses. Vale lembrar que o imunizante é realizado em dose única. 

O Estado também aguarda a chegada de novas remessas da CoronaVac/Butantan (117.800 mil) e da Pfizer/BioNTech (94.770). Esses têm previsão de chegar, no máximo, até sexta-feira (25).   

Difernte das últimas remessas recebidas pelo Estado, com a CoronaVac/Butantan e a AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, que tiveram a recomendação de serem usadas apenas para segundas doses, esses imunizantes com previsão de chegada até o final de semana, permitirão a abertura de novos grupos para vacinação. 

“A CoronaVac vai poder ser agora usada para aplicação de primeira dose, dividindo por dois o quantitativo que chegar para poder garantir a primeira dose. A Pfizer, todas elas serão para os municípios usarem em primeira dose. Nesse momento, o PNI está com dificuldade de garantir primeira dose de AstraZeneca (Fiocruz), então pediu que todas as doses que chegarem sejam guardadas para garantir a aplicação das segundas doses”, explicou Longo.  

Veja também

No Dia do Vira-Lata, veja curiosidades sobre esses pets apaixonantes e campeões de popularidade
FOLHA PET

No Dia do Vira-Lata, veja curiosidades sobre esses pets apaixonantes e campeões de popularidade

Covid-19: mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões
COVID-19

Mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões