A-A+

Coronavírus

Pernambuco registra 643 novos casos e 24 óbitos pela Covid-19 nas últimas 24 horas

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com coronavírus na rede pública continua abaixo de 50%

Coronavírus Sars-CoV-2Coronavírus Sars-CoV-2 - Foto: Pixabay

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 643 casos da Covid-19. Entre os confirmados neste domingo (1º), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), 66 (10%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 577 (90%) são leves.

Agora, Pernambuco totaliza 591.428 casos confirmados da doença, sendo 52.100 graves e 539.328 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Também foram confirmados laboratorialmente 24 novos óbitos, sendo 14 femininos e 10 masculinos, ocorridos entre os dias 18 de maio e 30 de julho deste ano. Os pacientes tinham idades entre 29 e 94 anos. 

As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (1), Caruaru (2), Correntes (1), Gravatá (1), Jaboatão dos Guararapes (5), Panelas (1), Paulista (2), Petrolândia (1), Quipapá (1), Recife (3), São Benedito do Sul (1), São Lourenço da Mata (1), Toritama (2) e Vertente do Lério (1). Com isso, o Estado totaliza 18.808 mortes pela doença.

Além disso, o boletim registrou neste domingo um total de 518.479 pacientes recuperados da doença. Destes, 30.617 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar e 487.862 eram casos leves.

Leitos
A taxa de ocupação de leitos de Covid-19 na rede pública continua abaixo de 50%. Das 2.558 vagas, 44% estão ocupadas. Levando em consideração apenas os leitos de UTI, das 1.460 vagas, 47% estão ocupados. Já dos 1.098 leitos de enfermaria, 41% estão preenchidos.

Veja também

Recife confirma primeira morte por chikungunya em 2021; é a segunda por arbovirose na cidade
Arboviroses

Recife confirma primeira morte por chikungunya em 2021; é a segunda por arbovirose na cidade

Governo libera R$ 19 mi para compra de radiofármacos após paralisação de produção

Governo libera R$ 19 mi para compra de radiofármacos após paralisação de produção