Boletim

Pernambuco supera 155 mil exames para a Covid-19

Casos positivos representam 47,18% de todas as amostras coletadas no Estado

Teste de CoronavírusTeste de Coronavírus - Foto: Leopoldo Silva / Agência Senado

Pernambuco superou, nesta terça-feira (14), a marca de 155 mil exames realizados para diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus. Das 155.916 amostras coletadas no Estado, 74.966 foram para testes moleculares (RT-PCR), realizados para detecção do vírus e indicados para os pacientes que estão, preferencialmente, nos primeiros sete dias de sintomas. Outros 80.950 foram testes rápidos, que buscam a presença de anticorpos e, portanto, são indicados para pessoas que já têm mais de dez dias de sintomas ou que já estão há 72 horas sem apresentar mais sintomas. 

De todos os exames realizados em Pernambuco nos últimos meses, 73.576 tiveram resultado positivo para a presença do Sars-CoV-2, o que equivale a 47,18%. Entre os pacientes positivos com notificação oficial, 52.255 (71,02%) são considerados leves, enquanto 21.321 desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associada à Covid-19.

Testagem em PernambucoBalanço dos testes para detecção do Sars-CoV-2 realizados em Pernambuco até o dia 14 de julho 

Casos Novos
Nesta terça-feira, foram adicionados 675 novos casos, sendo 557 leves e 118 graves. O boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou ainda mais 63 óbitos, subindo para 5.715 o número de pessoas que não resistiram às complicações da doença. Há ainda 60 óbitos suspeitos em investigação. 

Curas
A SES-PE notificou, nesta terça, mais 1.877 curas, sendo 1.791 (95,41%) pacientes leves da Covid-19 e 86 pessoas que tiveram quadros graves e necessitaram de hospitalização. Agora o Estado soma um total de 52.972 pessoas recuperadas após contraírem o novo coronavírus - 10.747 pacientes graves e 42.225 pacientes leves. 

Graves 
Pernambuco possui, no momento, 14.889 casos ativos da Covid-19, dos quais 4.859 são pessoas com quadros graves da doença. Desse grupo, 365 estão em isolamento domiciliar, 4.165 estão internados em leitos de enfermaria e 329 encontram-se em regime de terapia intensiva (UTI). Até agora, 181 dos 185 municípios do Estado já registraram pacientes com quadros graves da Covid-19, além do arquipélago de Fernando de Noronha e de pessoas de outros estados e países. 

Internados em Pernambuco Número de internações pela Covid-19, em 14 de julho, dividido por município

Óbitos 
As 63 mortes notificadas nesta terça aconteceram entre os dias 7 de abril e 13 de julho e são de moradores distribuídos pelos seguintes municípios: Alagoinha (1), Aliança (1), Altinho (1), Araçoiaba (1), Bezerros (3), Bonito (2), Brejo da Madre de Deus (1), Cabo de Santo Agostinho (4), Camaragibe (3), Caruaru (3), Cumaru (1), Escada (2), Exu (1), Gravatá (2), Igarassu (2), Ipubi (1), Jaboatão dos Guararapes (3), Olinda (6), Palmares (1), Paulista (2), Petrolina (1), Quipapá (1), Recife (11), Santa Cruz do Capibaribe (3), São Joaquim do Monte (3), São Lourenço da Mata (1), Serrita (1), além de outro Estado (1).

Esses pacientes (37 do sexo masculino e 26 do sexo feminino) tinham idades entre 39 e 92 anos, além de uma criança (sexo masculino) de três anos, que lutava contra um neuroblastoma - 0 a 9 (1), 30 a 39 (2), 40 a 49 (3), 50 a 59 (6), 60 a 69 (17), 70 a 79 (21), 80 anos ou mais (13). Das 63 vítimas, 41 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (23), diabetes (19), hipertensão (11), obesidade (4), tabagismo (4), doença renal (3), doença respiratória (3), imunossupressão (2), câncer (1) e etilismo (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um paciente não apresentava comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios. 

Profissionais 
Até esta terça-feira, 40.329 profissionais que atuam nos serviços ligados à Saúde foram notificados para teste após apresentarem sintomas de síndromes gripais. Desses, 17.343 receberam diagnóstico positivo para infecção pelo Sars-CoV-2, enquanto 22.641 tiveram resultado negativo. Há 55 amostras aguardando processamento laboratorial. 

Veja também

Fogos em nove fazendas destruíram 141 mil hectares no Pantanal
Pantanal

Fogos em nove fazendas destruíram 141 mil hectares no Pantanal

China promete neutralidade em carbono até 2060
Meio Ambiente

China promete neutralidade em carbono até 2060