Pernambuco registra queda de 20% na taxa de homicídios

De janeiro a setembro deste ano, o Estado registrou 2.563 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), enquanto no mesmo período de 2018 foram contabilizados 3.232 homicídios

[610] Violência[610] Violência - Foto: Arquivo Folha de Pernambuco

De janeiro a setembro deste ano, Pernambuco registrou 2.563 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), uma média de 284,7 por mês. Contudo, isto representa uma queda de 20,7% em comparação com os nove primeiros meses de 2018, quando foram contabilizados 3.232 homicídios no Estado. Além disso, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (15) pela Secretaria de Defesa Social (SDS), o Estado atingiu o menor índice de assassinatos para setembro desde 2014. Foram 284 casos no mês passado. Em confronto com os números de setembro de 2018, a diminuição foi de 11%, com 35 vidas preservadas no território estadual.

Já é a segunda melhor sequência de reduções sucessivas da série histórica para o Estado, com 22 meses seguidos de queda em comparação com o mesmo mês do ano anterior - menor apenas que os 25 meses entre fevereiro de 2009 e fevereiro de 2011.

Leia também:
Pernambuco registra novo recorde na redução de roubos
Queda de homicídios em Pernambuco supera taxa nacional


A maior parte dos CVLIs em setembro de 2019 continuou motivada por atividades criminosas, acerto de contas e tráfico de drogas, que estão relacionados a 69,73% das ocorrências. A segunda causa são os conflitos na comunidade (15,14%), seguida dos casos de excludente de ilicitude (6,69%). Houve ainda sete latrocínios, que representaram 2,46% das mortes violentas no mês. Quanto à situação das vítimas perante a Justiça, 58% não tinham passagem pelo sistema de jurisdição criminal.

Incluindo o distrito de Fernando de Noronha, o ano de 2019 não teve nenhuma morte violenta em 14 municípios de Pernambuco. Para a SDS, as prisões têm contribuído para esse resultado. Somente em setembro último, as polícias conseguiram prender 263 acusados de homicídio, a partir do cumprimento de 174 mandados de prisão e 89 flagrantes. Em setembro último, a Região Metropolitana do Recife (RMR) apresentou o patamar mais baixo dos últimos quatro anos para esse mês. Nessas cidades, ocorreram 76 homicídios. Comparando com setembro de 2018, que teve 91 CVLIs, a redução chegou a 16,48%.

Desde o início da atual metodologia de contagem de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), no ano de 2004, houve 16 setembros. Nenhum deles com registro inferior às 29 mortes ocorridas no passado na Capital, que se igualou a setembro de 2011. Considerando todos os meses da linha do tempo, só houve estatísticas mais baixas em dezembro de 2013 (26 óbitos), há 69 meses. A redução em relação ao mesmo mês de 2018 (47 casos) foi de 38,3%. Retroagindo na linha do tempo, somente em dezembro de 2013 (com 26 óbitos), ou há 5 anos e 9 meses, a cidade apresentou um patamar mensal mais baixo de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Violência contra a mulher
As mortes violentas de mulheres relacionadas a sua condição de gênero, classificadas como feminicídio, caíram em 16,7%% em setembro de 2019 em relação ao de 2018, passando de 6 para 5. Nos nove meses com as estatísticas compiladas este ano, a diferença foi de -20,4%, ao baixar de 54 para 43.

Também em queda, as mortes violentas de mulheres por causas diversas, incluindo os feminicídios, reduziram 18,7% no acumulado deste ano. Dos 182 CVLIs com vítimas do sexo feminino ocorridos nesses nove meses em 2018, os casos em 2019 diminuíram para 148, ou seja, 34 vidas preservadas. No confronto apenas entre setembro nos dois anos, houve um caso a menos em 2019: de 15 para 14, variação de -6,7%.

As queixas de estupro que chegaram às delegacias de Pernambuco em setembro de 2019 foram 176, -29,32% quando comparados ao mês equivalente em 2018. Ao analisar os dados referentes ao período entre 01/01 e 30/09, os casos de estupro relatados às autoridades policiais descenderam 15,75% no Estado, pois reduziram-se de 2.082 registros em 2018 para 1.754.

Veja também

STF revoga prisão de enfermeira acusada de realizar abortos em Minas
justiça

STF revoga prisão de enfermeira acusada de realizar abortos em Minas

Alemanha restringe número de pessoas em eventos públicos e privados
internacional

Alemanha restringe número de pessoas em eventos públicos e privados