Pernambuco tem 50 óbitos por Srag em fila para análise

Quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave pode estar ligado à Covid-19, mas também a outros vírus e bactérias

Testes de coronavírusTestes de coronavírus - Foto: ATTA KENARE / AFP

Pernambuco bateu nesta quarta-feira (15) os recordes diários em número de novos casos confirmados e novos óbitos em decorrência da Covid-19. Foram 200 resultados positivos para infecções pelo novo coronavírus e mais 28 mortes, totalizando 1.484 infectados e 143 óbitos no Estado. Números que refletem uma realidade já dura e que tende a piorar nos próximos dias.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), até a tarde desta quarta-feira, 577 exames ainda aguardavam processamento. Desse total, 50 são amostras de pacientes que vieram a óbito recentemente com quadros de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), mas não necessariamente relacionadas à Covid-19, uma vez que outros vírus, como o Influenza, e bactérias podem causar o mesmo padrão.

Leia também:
Brasil registra 204 novas mortes por coronavírus em 24h
Governo diz que testará remédio contra coronavírus com 94% de eficácia em laboratório
Pandemia da Covid-19 já matou mais de 130 mil pessoas


O secretário à frente da SES-PE, André Longo, disse que atualmente o Estado tem capacidade de processar mais de 300 amostras por dia. Sinalizou, porém, a perspectiva de esse número chegar a 500 a partir da próxima semana, quando devem entrar em atividade parcerias firmadas para expandir esse serviço. “Temos kits e expertise. Nosso compromisso é ampliar cada vez mais a testagem”, ressaltou.

"Esse aumento dos números, além da progressão da doença, é reflexo do aumento da capacidade de testagem. A quantidade de casos e óbitos nos próximos dias dependem fortemente das atitudes de hoje e dos dias que virão. Estamos trabalhando dia e noite para aumentar nosso número de leitos, mas a população precisa ter consciência da importância do isolamento para que não tenhamos mais casos novos do que leitos para receber pacientes”, alertou Longo.

Nos últimos dias, o Estado recebeu seis mil kits de testes RT-PCR do Ministério da Saúde. Nesta quarta, o Governo de Pernambuco enviou um avião ao Rio de Janeiro para buscar outros 10 mil kits na Fiocruz. Os 20 mil testes rápidos que também foram enviados recentemente estão sendo distribuídos entre os municípios e seguirão protocolo de uso estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Como funcionam por meio da detecção de anticorpos e não do vírus em si, esses testes têm de ser realizados quando o paciente já tiver passado mais de sete dias sintomático e estiver há ao menos 72 horas sem apresentar mais sintomas. Dessa forma, a eficácia dele passa dos 90% de segurança. Esses testes rápidos serão utilizados prioritariamente em profissionais da saúde e da segurança e nos familiares dos mesmos.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Em cadeia nacional, Queiroga defende vacinação e apela para que pessoas tomem a 2ª dose
VACINAÇÃO

Em cadeia nacional, Queiroga defende vacinação e apela para que pessoas tomem a 2ª dose

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco
Investigação

Preso na Paraíba suspeito de envolvimento na morte de Marielle Franco