Após 15 anos, eleições do CFM terá bate chapa

Uma das chapas concorrentes é a da reumatologista e médica do trabalho Helena Carneiro Leão e o urologista André Soares Dubeux

Dra Helena Carneiro LeãoDra Helena Carneiro Leão - Foto: Divulgação

No próximo dia 28, haverá eleições para o Conselho Federal de Medicina (CFM). Detalhe: após 15 anos de hiato, o pleito contará com um bate-chapa. Além da Chapa 2, chamada “Dignidade Médica”, formada pelo oftalmologista Antônio Jordão e a pediatra Tilma Belfort, a Chapa 1, a “Ética e Compromisso na Defesa do Médico e da Sociedade”, concorre com a reumatologista e médica do trabalho Helena Carneiro Leão e o urologista André Soares Dubeux, ambos ex-presidentes do Conselho Regional de Medicina (Cremepe).

As principais propostas da Chapa 1 são: lutar pela carreira de estado; exigência da aplicação do Revalida; defesa do SUS e ampliação dos leitos; modernização e desburocratização do CFM e CRM's; luta contra qualquer tipo de serviço civil obrigatório; promoção da fiscalização e interiorização em todo território nacional; fortalecimento as Comissões Estaduais de Honorários Médicos; exigir a universalidade e qualidade nos programas de residência médica; regulamentar o registro único profissional em municípios de fronteira pelo fim da bitributação; e regulamentar a gratuidade da anuidade para pessoas jurídicas que são voltadas exclusivamente ao trabalho médico.

Leia também:
Cremepe aciona polícia para localizar falso médico que atuava na Mata Sul
Chapa do atual presidente é eleita para Cremepe 

Além de ser ex-presidente do Cremepe, Helena Carneiro Leão é presidente da Associação Médica de Pernambuco (AMPE) e servidora pública há 30 anos. “A chapa 1 adotou como slogan ‘Ética e compromisso na defesa do médico e da sociedade’. Essa é a forma que encontramos de passar pra nossa categoria e para a população a essência do nosso trabalho, que tem como base a ética, a honestidade, a busca pela boa prática médica e o zelo pelo bem público”, disse Helena Carneiro Leão. “Quando saímos em defesa da categoria médica é para que a população receba também uma assistência à saúde de qualidade”, completou.

O mandato dos novos membros do CFM terá a duração de cinco anos e se iniciará em outubro de 2019, com término em setembro de 2024. Segundo o regimento da eleição, cada estado da Federação e o Distrito Federal deverá eleger um conselheiro federal efetivo e um conselheiro federal suplente. 

Veja também

Pernambuco registra 1.686 novos casos e 43 mortes por Covid-19
Covid-19

Pernambuco registra 1.686 novos casos e 43 mortes por Covid-19

Sport entra em campo com homenagem a Gil do Vigor após ataque homofóbico
Pluralidade

Sport entra em campo com homenagem a Gil do Vigor após ataque homofóbico