Bancários discutem investidas criminosas contra bancos

Na reunião foi discutido o significante número de investidas criminosas contabilizados no primeiro trimestre

Secretaria de Defesa SocialSecretaria de Defesa Social - Foto: Reprodução/Google street view

Ocorreu, na tarde desta terça-feira (23), na sede da Secretaria de Defesa Social (SDS/PE), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, uma reunião entre os dirigentes do Sindicato dos Bancários de Pernambuco e o secretário executivo, Humberto Freire. 

A reunião, que teve início às 15h, foi realizada com o objetivo de tratar sobre os dados relativos às investidas criminosas contra bancos.

Este foi o segundo encontro entre o sindicato e a SDS. Durante a reunião, foi percebido que os dados levantados pelo sindicato são contabilizados com uma metodologia diferente dos realizados pelo levantamento da SDS. Diferente da Secretaria, o sindicato atribui como investidas contra bancos os assaltos contra os correspondentes bancários (lotéricas) e estelionatos. A secretária-Geral do Sindicato, Sandra Trajano, e o secretário de Assuntos Jurídicos, João Rufino, representaram o Sindicato na reunião.

Leia também:
PE registra 26 mil roubos a menos em 2018, diz SDS
Roubos em Pernambuco tiveram queda de 22% em janeiro, diz SDS
Número de roubos em outubro cai 22,3% em Pernambuco, diz SDS 

Foram analisados dados do levantamento trimestral. Segundo o sindicato, em Pernambuco, foram contabilizadas 27 ocorrências, o que dá uma média de 2,25 investidas por dia. No total, foram duas explosões, 11 assaltos, quatro arrombamentos, um sequestro, sete estelionatos e duas invasões.

De acordo com a Secretária-Geral do Sindicato, Sandra Trajano, a expectativa da categoria é de que, após o encontro desta terça-feira (23), as medidas que serão implementadas diminuirão os números de investidas criminosas. “O sindicato espera que as divergências sejam corrigidas e que, com essas ações, os dados tendam a cair. Caso não haja uma mudança significativa, continuaremos nos reunindo a fim de resolver esse problema”, explicou.

Com o fim da reunião, alguns pontos ficaram definidos: haverá uma nova ação de levantamento de dados que serão novamente analisados no segundo trimestre e a Secretaria de Defesa Social possivelmente realizará o novo levantamento de dados de acordo com a metodologia do Sindicato. Além disso, a SDS também ficará responsável pelo acompanhamento e monitoramento com ações mais efetivas de segurança.

Veja também

Governo de Pernambuco abre mais de 1.500 vagas para seleção simplificada na área da saúde
Reforço

Governo de Pernambuco abre mais de 1.500 vagas para seleção simplificada na área da saúde

Recife passa de 4.500 mortes em decorrência da Covid-19; veja os bairros com mais vítimas
Coronavírus

Recife passa de 4.500 mortes em decorrência da Covid-19; veja os bairros com mais vítimas