Pernambuco

Bancários discutem investidas criminosas contra bancos

Na reunião foi discutido o significante número de investidas criminosas contabilizados no primeiro trimestre

Secretaria de Defesa SocialSecretaria de Defesa Social - Foto: Reprodução/Google street view

Ocorreu, na tarde desta terça-feira (23), na sede da Secretaria de Defesa Social (SDS/PE), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, uma reunião entre os dirigentes do Sindicato dos Bancários de Pernambuco e o secretário executivo, Humberto Freire. 

A reunião, que teve início às 15h, foi realizada com o objetivo de tratar sobre os dados relativos às investidas criminosas contra bancos.

Este foi o segundo encontro entre o sindicato e a SDS. Durante a reunião, foi percebido que os dados levantados pelo sindicato são contabilizados com uma metodologia diferente dos realizados pelo levantamento da SDS. Diferente da Secretaria, o sindicato atribui como investidas contra bancos os assaltos contra os correspondentes bancários (lotéricas) e estelionatos. A secretária-Geral do Sindicato, Sandra Trajano, e o secretário de Assuntos Jurídicos, João Rufino, representaram o Sindicato na reunião.

Leia também:
PE registra 26 mil roubos a menos em 2018, diz SDS
Roubos em Pernambuco tiveram queda de 22% em janeiro, diz SDS
Número de roubos em outubro cai 22,3% em Pernambuco, diz SDS 

Foram analisados dados do levantamento trimestral. Segundo o sindicato, em Pernambuco, foram contabilizadas 27 ocorrências, o que dá uma média de 2,25 investidas por dia. No total, foram duas explosões, 11 assaltos, quatro arrombamentos, um sequestro, sete estelionatos e duas invasões.

De acordo com a Secretária-Geral do Sindicato, Sandra Trajano, a expectativa da categoria é de que, após o encontro desta terça-feira (23), as medidas que serão implementadas diminuirão os números de investidas criminosas. “O sindicato espera que as divergências sejam corrigidas e que, com essas ações, os dados tendam a cair. Caso não haja uma mudança significativa, continuaremos nos reunindo a fim de resolver esse problema”, explicou.

Com o fim da reunião, alguns pontos ficaram definidos: haverá uma nova ação de levantamento de dados que serão novamente analisados no segundo trimestre e a Secretaria de Defesa Social possivelmente realizará o novo levantamento de dados de acordo com a metodologia do Sindicato. Além disso, a SDS também ficará responsável pelo acompanhamento e monitoramento com ações mais efetivas de segurança.

Veja também

PE: em três dias, quase mil moradores tiveram que sair de casa devido aos danos causados pela chuva
Chuvas

PE: em três dias, quase mil moradores tiveram que sair de casa devido aos danos causados pela chuva

"Sentimento de dor e alívio. Vou poder dar um enterro digno", diz irmão de homem que caiu em canal
Olinda

"Sentimento de dor e alívio. Vou poder dar um enterro digno", diz irmão de ex-jogador que caiu em canal