Com mais dados, nova Carteira de Identidade é oferecida em Pernambuco

Fotos, assinaturas e impressões digitais passam a ser feitas através de um sistema eletrônico; reconhecimento facial e biométrico será possível

Governador do Estado, Paulo Câmara, esteve presente na cerimônia de apresentação da nova identidadeGovernador do Estado, Paulo Câmara, esteve presente na cerimônia de apresentação da nova identidade - Foto: Caio Danyalgil/Folha de Pernambuco

Um novo modelo de Carteira de Identidade começou a ser emitido em Pernambuco. Repaginado, o documento apresenta um visual novo e segue o decreto federal que busca reduzir o número de falsificações. Com um aspecto mais compacto, a nova Identidade contém também mais informações - os números do Título de Eleitor, Carteira de Trabalho, Certificado Militar, Carteira Nacional de Habilitação, documento de identidade profissional, Carteira Nacional de Saúde e NIS/PIS/Pasep. Apesar da mudança, a versão antiga da identidade continua válida.

Para portadores de deficiência, a nova carteira ainda deve indicar, através da presença de ícones, a deficiência. Também poderá ser indicado o tipo sanguíneo da pessoa. No verso, a carteira conta com um código QR, contendo as informações do portador de forma digitalizada. A digitalização dos dados é um dos aspectos mais relevantes do novo sistema. Os arquivos, que eram armazenados em papel, serão digitalizados e os dados, integrados a um banco de dados. Já na emissão, as fotos, assinaturas e impressões digitais passam a ser feitas através de um sistema eletrônico.

O Estado ainda contará com novas tecnologias de identificação facial e biométrica. O sistema ABIS (sigla em inglês para Sistema Automático de Identificação Biométrica), que já é utilizado em outros estados do Brasil, deve melhorar o sistema de armazenamento dos dados e, de acordo com a Secretaria de Defesa Social, tornar mais eficientes investigações policiais que exigem o processo de identificação das digitais ou das feições do cidadão.

“É um sistema que vai possibilitar melhoria na qualidade das investigações policiais. O banco de dados poderá ser consultado em casos de amostras de impressões digitais ou de identificação de faces”, disse o secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antônio de Pádua.

Leia também:
Secretaria do Turismo de Pernambuco apresenta nova identidade visual
Inep pode usar fotos para identificar participantes do Enem em 2020
Manual sobre cuidados profissionais a vítimas de violência sexual é lançado no Recife

O Governo do Estado prevê, ainda, maior eficiência nos processos de emissão do documento. De acordo com o diretor do Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB), Pablo Augusto, o instituto prevê aumento de 117% na capacidade de produção das carteiras, passando de 552 mil para 1,2 milhões de cidadãos beneficiados por ano. “Teremos um documento completo. Além da celeridade, o cidadão não precisa mais levar fotografia e não existirá mais o entintamento (uso de tinta para a reprodução da digital)”, afirmou o diretor.

O governador Paulo Câmara, presente na cerimônia de apresentação do novo sistema e de uma requalificação da sede do IITB, na Rua da Aurora, no bairro da Boa Vista, região central do Recife, acredita que o novo sistema dará mais celeridade. “A tecnologia vai ajudar a atender a demanda, que hoje é muito grande e, ao mesmo tempo, garantir um instrumento moderno que vai dar agilidade e segurança às pessoas”, disse Câmara.

Pagamento de taxa
Para solicitar o novo RG, é preciso fazer um agendamento através do portal Pernambuco Cidadão. De acordo com o IITB, o processo de emissão da nova carteira pode levar até cinco dias caso o documento seja expedido em uma das unidades do Expresso Cidadão. Para quem busca a emissão em órgãos de municípios do Interior, o tempo de espera deve ser de aproximadamente dez dias.

A primeira via da identidade é gratuita. Já a emissão da segunda via custa R$ 22,61; a terceira, R$ 45,23; e, a partir da quarta via, R$ 90,51. Com o novo sistema, o pagamento das taxas é feito antes do atendimento presencial - no momento do agendamento, é emitido o boleto. Em Pernambuco, há 227 postos nos quais o documento pode ser emitido.

Os novos parâmetros do documento atenderão ao Decreto Federal 9.278 de 2018, que padroniza as novas cédulas de identidade. O prazo para que os Estados atendam à determinação é março de 2020.

Veja também

Confira a previsão do tempo para esta segunda (30) em Pernambuco
TEMPO

Confira a previsão do tempo para esta segunda (30) em Pernambuco

Open de Tennis Reserva do Paiva 2020 teve primeiros vencedores neste sábado
Tênis

Open de Tennis Reserva do Paiva 2020 teve primeiros vencedores neste sábado